Olhos postos no futuro

Com mais de 40 anos, é uma marca portuguesa, madura, mas também irreverente e inquieta. Referimo-nos à EDP, marca que se adapta e está à frente dos tempos. «Em tudo o que fazemos é bastante claro o reforço dos nossos valores e o nosso posicionamento como uma empresa que está com os olhos postos no futuro. Estamos focados em atingir os nossos objectivos de negócio, mas em conjunto com as pessoas e para as pessoas, conscientes da nossa responsabilidade com a sociedade e o planeta», sublinha Paulo Campos Costa, director de Coordenação Global de Marca, Marketing e Comunicação da EDP.

A empresa não tem dúvidas de que a comunicação é fundamental neste diálogo continuo com os clientes e restantes stakeholders e por isso preocupa-se em fazê-lo de uma forma próxima, atenta e relevante.

Ao longo dos anos, a EDP tem evoluído para dentro e para fora, acompanhando a evolução natural à sua volta. «O nosso nome é a nossa marca.» Esta evolução é visível pela quantidade e qualidade dos projectos dinamizados dentro do grupo, nas diferentes geografias, todos eles com propósitos claros. «Tudo o que fazemos tem que ser bem feito e com relevância para as pessoas, para a sociedade, para o mundo, para os clientes e colaboradores. Desta forma, correspondemos, e superamos as expectativas», assegura.

Para isso, a EDP está permanentemente atenta ao que a rodeia, ao que melhor se faz dentro e fora do País, dentro e fora do sector. Paulo Campos Costa explana: «A nossa curiosidade e espírito crítico são fundamentais para nos mantermos informados e querermos sempre desafiar-nos e fazer melhor. O foco mantém-se nas pessoas e em dar-lhes as melhores soluções para terem uma vida cada vez mais facilitada quando se trata de energia e serviços básicos. Daí a nossa aposta em ofertas cada vez mais customizadas e produtos e serviços que têm em conta as necessidades de todos, e fomos ainda mais longe ao disponibilizarmos em formato packs Living EDP, vantagens e benefícios que ultrapassam o sector da energia, como seguros de saúde, descontos em restaurantes, cinema e combustível.»

Liderar a revolução

Ciente de que vivemos na era da inovação no sector de energia, a EDP tem liderado esta revolução. Os responsáveis da empresa estão focados no negócio das renováveis e em tornar o grupo cada vez mais eficiente e digital. Neste contexto, a EDP está comprometida com a estratégia de descarbonização, descentralização e digitalização, que percorre todos os projectos das várias áreas de negócio e o posicionamento de comunicação do grupo.

São diversas as iniciativas que a EDP integra para reforçar estes compromissos. Em 2019 destacam-se, por exemplo, a terceira edição do Free Electrons – o primeiro programa global que liga as mais promissoras startups a gigantes do sector de energia -, parcerias como a que fizeram com a Solshare – com o objectivo de electrificar com energia renovável várias zonas isoladas no Bangladesh – e a criação da joint-venture entre a EDP Renováveis (EDPR) e a Engie, que promete ser o veículo exclusivo para oportunidades eólicas offshore em todo o mundo.

«Contribuímos para fazer crescer a energia limpa no mundo. Promovemos soluções de produção de energia solar descentralizada, combinada com armazenamento de energia. Apostamos na integração de tecnologias de informação e comunicação na rede de distribuição. Impulsionamos a mobilidade eléctrica no momento em que os carros eléctricos estão a crescer de forma explosiva», sublinha o responsável da EDP.

A verdade é que a disrupção digital acontece a uma velocidade e escala sem precedentes e a EDP já é uma referência. São vários os projectos de aceleração digital, transversais a todas as áreas de negócio e geografias da empresa, que já estão a mudar a forma como actua no sector da energia e como se relaciona com todos os seus stakeholders.

Confiança do mercado

Num mercado cada vez mais competitivo, a EDP continua focada naquele que é o seu maior activo: os clientes. E, por isso, tem apostado em desenvolver produtos e serviços que vão ao encontro das suas necessidades, antecipando-as. Essa aposta tem-se reflectido na confiança de milhões de famílias e empresas. No mercado liberalizado, a EDP Comercial detém 80% da quota de mercado.

O Grupo EDP continua comprometido a encontrar respostas para os desafios que se impõem a uma escala mundial, utilizando os seus recursos no desenvolvimento de projectos inovadores e que garantam sustentabilidade a longo prazo. Nesta estratégia, as energias renováveis têm um papel-chave.

Na base das vantagens competitivas da empresa está a manutenção de um diálogo construtivo e criativo com os seus stakeholders, assente no compromisso de encontrar as melhores soluções, orientadas para o futuro. «Somos uma marca construída e ligada por pessoas. Fiéis aos nossos clientes, parceiros e comunidades que servimos. Somos uma marca transparente e aberta, comprometida com as necessidades individuais e que trabalha para a sociedade e para o seu bem-estar», sublinha Paulo Campos Costa.

Nesse sentido a EDP procura comunicar os valores da marca tendo em conta a realidade da EDP em cada país, os objectivos específicos de negócios e respeitando o contexto local e a respectiva cultura. «Exemplo disso é a campanha institucional do Brasil em 2019, que, apesar de partir de um conceito que foi criado por uma agência portuguesa, foi produzido localmente de raiz, tendo em conta os factores locais», destaca o responsável.

A EDP tem construído a sua história com as pessoas e para as pessoas. Para continuar esta caminhada de forma relevante para os seus clientes, tem vindo a diversificar a sua oferta, disponibilizando um portefólio cada vez mais rico em soluções inovadoras.

Perante um mercado cada vez mais competitivo e um cliente exigente, a EDP Comercial anunciou, em Novembro de 2018, o seu reposicionamento, que assenta na “Energia das Pessoas”. Apresenta-se como uma empresa que quer ser parte activa da vida dos seus clientes, num mundo em transformação.

Um reposicionamento que se manifestou na renovação visual (que aposta em diferentes cores e novos elementos) e verbal da empresa, aproximando-a das novas gerações. Diversidade, inclusão, futurismo, sustentabilidade, entusiasmo e proximidade são atributos que estão no ADN da marca.

O posicionamento foi comunicado com uma campanha multimeios que retratava diferentes cenários com pessoas em situações de vida distintas, mostrando que «gostamos de coisas diferentes, falamos de forma diferente, amamos de todas as formas e dançamos de todas as maneiras, mas é a energia com que o fazemos que nos torna iguais».

Esta campanha foi o ponto de partida para uma nova forma de estar e de comunicar. Seguiram-se duas campanhas de produto, que materializam duas prioridades do Grupo EDP: a mobilidade eléctrica e a energia solar.

A campanha de mobilidade eléctrica, lançada em Março, apresentou a oferta da EDP Comercial nesta área, oferecendo um desconto de 20% nos consumos de electricidade em casa à noite, bem como um desconto de 20% na energia carregada fora de casa. A campanha publicitária que promoveu esta oferta retratou o futuro em que a empresa acredita: eléctrico, sustentável e futurista, ao qual a EDP Comercial continuará a responder com soluções que antecipem as necessidades.

A campanha de energia solar, lançada em Abril, apresentou a nova oferta de energia solar para autoconsumo e o conceito “geração solar”. Uma geração que poupa mais e desperdiça menos, mais focada em emoções do que em emissões, que produz para usar e para partilhar, que se preocupa com a pegada ambiental e com a sustentabilidade do planeta.

Aposta em eventos

Há mais de 20 anos que a EDP leva a sua energia a milhares de portugueses em eventos de desporto e há mais de uma década em eventos de música. Esta tem sido uma energia contagiante, que tem sabido desafiar-se ao longo dos anos e que tem, acima de tudo, estimulado os portugueses a ter uma vida mais saudável, a ultrapassar limites, a dançar, a viver, a fazer acontecer… a “ir”.

Este ano a EDP quis tornar esse convite ainda mais claro. Um convite que a marca assina com um claim de comunicação mobilizador “Let’s Go”. “Saia de casa, seja genuíno, seja mais livre, tire proveito de tudo” – estes são apenas alguns dos apelos positivos que a EDP faz no manifesto que materializa este novo posicionamento de marca. “Let’s Go” representa uma forma de comunicar mais descontraída, próxima e divertida, daí que todos os elementos que compõem a nova linha gráfica representem diversidade de cores e formas, apostando em imagens emotivas, bem-dispostas e autênticas.

Assente neste conceito, foram criadas diversas acções que reforçam esta atitude e comportamento de marca. A primeira iniciativa arrancou no final do mês de Maio, com o “Autocarro Let’s Go”. Este autocarro passou por três lugares estratégicos da cidade de Lisboa e, além de muita música, a EDP ofereceu bilhetes para os festivais de Verão e dorsais e entradas para as principais maratonas e eventos de surf que a marca apoia. Seguiu-se, posteriormente, uma campanha de oferta de bilhetes para clientes da EDP Comercial, através de uma dinâmica online.

«Nos eventos de música, todos puderam ter uma experiência sensorial com “Let’s Go”, sentindo a energia deste novo claim, que pretende deixar um sorriso em todos os que com ele contactam», sublinha Paulo Campos Costa. Através de três camiões que se ligam entre si – um projecto-piloto desenvolvido em Portugal –, a EDP conseguiu montar uma estrutura que pode chegar a 700 metros quadrados de área, criando um espaço com várias activações e dinâmicas capazes de gerar goodwill junto dos adeptos de festivais.

Ainda na área da música, 2019 foi também o ano em que o EDP Live Bands festejou as suas seis edições, com a participação de mais de 8500 bandas, nas três geografias onde o concurso está presente. Com uma forte aposta no talento e na cultura, a iniciativa já premiou 14 bandas com a oportunidade de actuar em festivais de projecção internacional.

Dando continuidade a uma forte estratégia de aproximação e afinidade da marca com o público, a EDP continua associada a festivais de Verão como naming sponsor – EDP Cool Jazz e o EDP Vilar de Mouros, e procura igualmente dar nome a palcos ou espaços nos principais festivais, nomeadamente: Palco EDP no Super Bock Super Rock e no MEO Sudoeste; Rua EDP no NOS Alive e, mais recentemente, através do EDP Electric Car Camping, uma iniciativa promovida pela EDP Comercial nos festivais Super Bock Super Rock e MEO Sudoeste, que integrou a sua oferta comercial (energia solar e mobilidade eléctrica) numa experiência exclusiva de campismo.

«E porque tudo o que a marca faz tem um propósito para a comunidade, foi activado no palco EDP Fado Café, no NOS Alive, um sistema capaz de medir os decibéis dos aplausos dos festivaleiros durante os concertos. Os decibéis foram depois convertidos em kW de energia solidária, onde foi possível angariar um ano de energia para a instituição Obra do Padre Gregório», conta o responsável.

A EDP continua ainda a assumir o seu compromisso como energia oficial do desporto, activando a energia de milhões de pessoas na promoção do desporto e da saúde. Actualmente, a EDP aposta em duas modalidades desportivas, o atletismo e o surf. No atletismo, a EDP marca presença nas principais corridas em Portugal. No surf, dá nome ao EDP Billabong Pro Ericeira, é patrocinadora do MEO Rip Curl Pro e promove, também, uma iniciativa que pretende promover uma vertente muito específica do surf: o EDP Mar Sem Fim.

No âmbito da inovação, a marca voltou a estar no maior evento de empreendedorismo, a Web Summit 2018, onde foi possível conhecer e encontrar as startups com maior potencial e que se enquadram com o negócio da EDP. Estará de novo presente em 2019, mais uma vez de forma relevante e surpreendente para quem a visite.

«Comunicamos e activamos a marca procurando estar onde estão as pessoas. Queremos estar próximos e as áreas da música e do desporto são oportunidades de nos relacionarmos com o público, conhecermo-lo melhor e proporcionar-lhe experiências de marca, que façam com que exista uma relação com a EDP que seja mais do que funcional. É para isso que trabalhamos», assegura Paulo Campos Costa. E acrescenta que continuarão a comunicar os valores da marca e a sua oferta comercial, que pretende responder a necessidades concretas dos clientes. «Um portefólio que seja relevante para a vida das pessoas e que aporte valor nas suas vidas.»

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
10 erros que pessoas de sucesso nunca cometem
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift