Lindt: «O maior consumo em casa compensou o menor tráfego em lojas»

A Lindt & Sprüngli abriu, em Novembro, a sua primeira loja própria em território português. O Grande Porto, mais concretamente o Vila do Conde Outlet, foi a localização escolhida para a primeira incursão no mercado nacional, mas a estratégia da empresa a três anos é de crescimento do número de espaços. No entanto, para já, ainda não está definida a localização ou a data de abertura do próximo espaço.

Alicia Gatius, directora de Marketing da Lindt & Sprüngli Iberia, explica que a escolha da localização da primeira loja teve a ver com a proximidade de mais de 150 marcas premium, algo que faz o fit perfeito com a marca Lindt. «A receptividade à loja foi mesmo muito boa», declara.

A comemorar 175 anos a nível global, a marca abriu, em Setembro, a Lindt Home of Chocolate na sua sede, em Kilchberg, na Suíça. Trata-se de um centro de investigação, mas que tem também a maior loja Lindt do mundo, contando ainda com uma fonte de chocolate de nove metros e um museu interactivo.

Apesar de reconhecer que há muitos aspectos que aproximam o consumidor português do espanhol, «há também muitas diferenças e é algo que temos de ter sempre em conta», lembra a directora de Marketing. Ao nível de semelhança encontra-se a tendência de consumo de chocolate negro, uma tendência relacionada com a saúde e o bem-estar que é comum a todos os países mediterrâneos. Ao nível das diferenças, Alicia Gatius sublinha que aos portugueses agrada-lhes muito cozinhar. Além disso é um mercado muito mais sazonal do que o espanhol com picos bem definidos no Natal, na Páscoa e no Dia dos Namorados. «A Páscoa é muito importante em Portugal. Vai ser um foco adicional relativamente à estratégia que temos em Espanha», refere, sublinhando a importância do Gold Bunny para a marca.

E apesar de haver muitos negócios que foram negativamente impactados com a pandemia, Alicia Gatius revela que a Lindt Iberia vai crescer em 2020. «Somos das categorias que saíram beneficiadas visto que há mais consumo em casa, que compensou o efeito de menor tráfego nas lojas», conta. «Terminamos o ano com uma sensação doce», confessa, lembrando que esta foi um ano de desafios e de reinvenção.

Depois de 15 anos a colaborar com a Jerónimo Martins como distribuidor, a Lindt decidiu passar a estar presente no mercado português com uma equipa própria local, reforçada pela equipa de Espanha (mercado onde está há 40 anos). Acompanhe a conversa de Alicia Gatius com a Marketeer.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...