Fevereiro de 2019

Tema de Capa

Guimarães, fazer da Cultura Marca

Em 2018, o município de Guimarães registou um crescimento do Turismo, tanto em afluência aos postos de informação turística e equipamentos culturais (+3,8%), como na taxa média de ocupação na hotelaria. Nesta conquista de públicos – externos mas também interno -, de afirmação do destino, de comunicação e de todo o trabalho cultural em curso, desde há anos, tem estado não só o município como vários agentes. A maioria dos quais sob gestão da Oficina. Porque Guimarães, hoje, também é isso. Além de cidade-berço, é destino que chama a si uma programação transversal, que abriga uma imensidão de artes. Entre o jazz, a dança contemporânea ou o teatro. Por Guimarães, acredita-se que “a Educação de hoje é a Economia de amanhã”. E esse mantra é o pilar que sustenta o trabalho de uma tríade: Adelina Paula Pinto, vereadora da Cultura, João Pedro Vaz, da Oficina, e Nuno Faria, do CIAJG.

Pessoas

O Whopper continua a ser o mais vendido, entrevista a Borja Hernández de Alba, director-geral da Burger King Portugal

B.I. Aparna Aurora

Casos

Fortaleza do Guincho: palco de experiências

Por que é que a Lexus teve o seu melhor ano?

Gin alentejano com sotaque brasileiro

Bamboo, as escovas de dentes sustentáveis

Estratégias

Coleccionadores de sonhos, entrevista a Carlos Rosillo, CEO da Bell & Ross

Há marcas a conquistar a partir da infância

Emma: o sono da felicidade

BMW: Arte sobre rodas

Estudos

Marktest Reputation Index

Publicidade gerou 2,5 mil milhões de euros em Portugal

Comunicação

Pub à Lupa

Comunicação cresce na hierarquia

David Carreira: os acordes com que se escreve sucesso

Agência: há ideias lendárias a norte

Lifestyle

Dia do Pai + Gadgets

Cadernos Especiais

Turismo + Seguros + Farmacêuticas

Suplemento

Gestão de Frotas

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
EDP e Galp lideram índice de sustentabilidade Dow Jones
Automonitor
Combustíveis a caminho do maior aumento em 8 meses