Está o COVID-19 a alterar a comunicação das marcas em Portugal? 94% diz que sim

O novo coronavírus veio alterar o dia-a-dias das empresas e afectar os negócios, mas também a comunicação. Um estudo realizado pelo YoungNetwork Group indica que 94% das marcas, em Portugal, assume ter alterado a sua estratégia de comunicação por influência da pandemia.

Deste total, perto de 35% diz ter mudado por completo os planos para esta área. O estudo “COVID-19: The Day After” revela ainda que 88,1% fez alguma comunicação específica sobre o novo coronavírus.

67,1% das empresas pretende cortar nos orçamentos de marketing e comunicação. Destas, 16,7% aponta para uma redução acima de metade do orçamento; 25,2% dá conta de um corte de até um quarto e também 25,2% de um corte até metade. Há ainda quem não preveja redução (28,7%) e quem tencione até reforçar o orçamento (4,2%).

Olhando para o futuro, as empresas em Portugal parecem acreditar num 2021 mais positivo, já que 63,6% revela refere que irá manter o orçamento de marketing.

Quanto aos eventos e acções de activação, parecem manter-se em cima da mesa: 58% das marcas tenciona organizar iniciativas deste tipo ainda este ano. Por outro lado, 42% assume o adiamento para já e 41,2% aposta em soluções digitais.

Realizado entre os dias 14 e 28 de Abril, o estudo tem por base as respostas de 243 empresas de diferentes sectores de actividade e dimensões. Destas, 90,9% faz um balanço positivo do teletrabalho, sendo que os canais digitais passaram a ser a ferramenta de comunicação mais utilizada.

Apesar de 32,2% considerar recorrer a este modelo de trabalho pós-COVID-19, 54,6% das empresas (sobretudo aquelas com mais de 500 colaboradores) ainda não decidiu se o irá manter.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...