Conselho Editorial: Como será 2018?

São diferentes as perspectivas para o próximo ano, em função do sector e maturidade do negócio. No almoço de Outubro do Conselho Editorial da Marketeer, no Restaurante Il Gattopardo do Hotel Dom Pedro Lisboa, foram várias as análises a 2018, no que diz respeito ao desempenho das marcas.

Na opinião de alguns conselheiros, o que se segue será um mero ano de continuidade, com os consumidores a manterem os mesmos índices de compra e as marcas os mesmos níveis de crescimento.

Sectores como o Alimentar/Bebidas e o Turismo olham, por isso, com bastante optimismo para 2018. No entanto, alguns negócios – como o retalho alimentar – conferem estar a atravessar uma fase de enorme complexidade, que se deverá agudizar no próximo ano, nomeadamente com o desenvolvimento de novos formatos de proximidade. Quanto à palavra-chave, essa será competitividade.

Presentes no almoço estiveram os conselheiros Álvaro Covões (Everything is New), Álvaro de Mendonça, Ana Sofia Vinhas (EDP), Carla Cruz (CTT), Carla Vidal Marques, Fernando Oliveira (Mundicenter), Inês Veloso (Randstad), João Mendes Dias, João Santos (Tempus), Nuno Pinto de Magalhães (Central de Cervejas), Paula Canada (TAP), Pedro Ribeiro (Hotéis D. Pedro), Pedro Rodrigues (Desafio Global), Ricardo Tomaz (VW), Rita Torres Baptista (Nos), Teresa Lameiras (SEAT), Tiago Simões (Continente) e Tomás Pinto Gonçalves.

Artigo publicado na edição n.º 256 de Novembro de 2017.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...