Como a QuartoSala apontou aos empreendimentos de luxo para repensar o negócio

Do design de interiores à distância para o retalho físico, a QuartoSala percebeu uma mudança no mercado e investiu na criação de espaços próprios onde os clientes podem experimentar, tocar e tirar dúvidas sobre os objectos que vão preencher as suas salas. Esta transição aconteceu em 2014 e desde então a marca abriu três lojas em Lisboa e continua a acreditar que este é o caminho.

Pedro d’Orey, sócio-fundador da QuartoSala, explica que há parcerias com marcas mas que a criação e a concepção das lojas é livre e permite criar espaços de decoração e design que podem inspirar os clientes. Agora, com as lojas fechadas devido ao confinamento, porém, a estratégia teve de ser novamente alterada.

«Tudo aquilo em que apostámos, a promoção da experiência, fechou. Que óptima oportunidade para sermos confrontados com um novo desafio», conta o responsável em conversa com Maria João Vieira Pinto, directora de Redacção da Marketeer.

A solução passou por ampliar a exposição e a experiência da QuartoSala através de empreendimentos de luxo – «target onde queremos estar» -, dividindo os custos entre a empresa, os espaços e as marcas. Acompanhe a conversa completa no vídeo em baixo:

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...