YouTube pode mover vídeos infantis para o YouTube Kids

Em reacção às críticas que têm sido feitas à sua política de privacidade, o YouTube está a ponderar transferir todos os vídeos direccionados às crianças para a plataforma autónoma YouTube Kids, de acordo com o The Wall Street Journal.

A plataforma de vídeos tem sido alvo de investigações nos EUA por parte da Federal Trade Comission, o organismo de defesa do consumidor, por alegadas irregularidades na forma como os dados estatísticos que recolhe têm sido utilizados e os perigos que isso acarreta para as crianças que navegam pela plataforma, nomeadamente no campo da publicidade. Em causa estará, por exemplo, a exibição de publicidade inapropriada ou a recomendação de conteúdo adulto ao target infantil, algo que já levou alguns anunciantes a suspenderem o investimento na plataforma.

Nesse sentido, o YouTube está já a estudar algumas mudanças na forma como os vídeos são apresentados às crianças. A migração de todo o conteúdo infantil para a aplicação YouTube Kids – que foi lançada em Portugal em Setembro do ano passado – permitiria um controlo mais apertado dos anúncios publicitários, mas estará a ser encarada como uma opção de recurso, até pela complexidade inerente a este processo. Além disso, há muito mais crianças a ver vídeos no YouTube do que no YouTube Kids, como dá conta a agência noticiosa Bloomberg.

«Temos vindo a considerar diversas ideias para melhorar o YouTube e algumas permanecem isso mesmo – ideias», afirmou um porta-voz do YouTube à Bloomberg. «Outras, desenvolvemos e implementamos, como é o caso das restrições à transmissão de vídeos em directo por parte de menores ou as alterações à política de discurso de ódio», acrescentou.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?