Washington Post vendido a fundador da Amazon

washington-post-620xa_2Está concluído o processo de venda do jornal norte-americano The Washington Post a Jeff Bezos, fundador do portal de comércio electrónico Amazon. O negócio atinge os 250 milhões de dólares (aproximadamente 183,6 milhões de euros) e põe fim a um período de 80 anos em que o jornal esteve na posse da família Graham.

A transacção, que havia sido anunciada em Agosto passado, foi feita através da Nash Holdings, o fundo de investimento privado de Jeff Bezos, pelo que não está relacionada com a Amazon.

O The Washington Post tem vindo a perder leitores, sobretudo na sua edição impressa, assim como anunciantes. Por enquanto, não são ainda conhecidos os planos de Jeff Bezos para incrementar as vendas.  «É um investimento pessoal. Estou esperançoso de que posso ajudar à distância e trazer um pouco da filosofia que temos usado na Amazon com o [The Washington] Post», afirmou Jeff Bezos, de 49 anos.

O acordo confere ainda a Jeff Bezos a propriedade da empresa The Washington Post Co. – que opera em áreas como sistemas de TV por cabo ou estações televisivas -, o diário gratuito The Express, o jornal em espanhol El Tiempo e o Washington Gazette. Donald E. Graham manter-se-á como director executivo da empresa, que entretanto deverá mudar de nome.

O The Washington Post tem uma história de 136 anos e ficou conhecido pela cobertura do caso Watergate, que levou à renúncia do presidente Richard Nixon, em 1974.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)