Volvo leva onda de lixo ao MAAT

Até ao final de Outubro, o MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia é a casa de uma instalação que visa lembrar a importância de preservar os oceanos e encontrar alternativas a materiais como o plástico. A peça é da responsabilidade da Volvo, fruto de uma parceria estabelecida entre a marca automóvel e a Fundação EDP.

A instalação consiste numa onda de lixo oceânico que envolve um Volvo XC60. Todos os resíduos foram recolhidos na costa portuguesa e fizeram parte da exposição “Over Flow” do artista japonês Tadashi Kawamata, que esteve no MAAT até ao passado dia 1 de Abril. A obra é assinada por Luís Coelho.

«Pretendemos que esta instalação seja um alerta, que chame a atenção dos milhares de pessoas que aqui passam, à beira rio, todos os dias, a caminhar com as suas crianças, a correr, a passear o seu cão, para um problema que nos afecta a todos», comenta Aira de Mello, directora de Marketing e Relações Publicas da Volvo Car Portugal.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Quer poupar 700€ por ano no seguro do carro? Saiba como