Vodafone patrocina Grammy Awards portugueses

Premiar anualmente a melhor música consumida em Portugal com a criação de um selo de qualidade para os artistas nomeados e vencedores e criar uma marca de referência nacional e internacional são os objectivos dos Play – Prémios da Música Portuguesa.

A promover estes prémios que foram apresentados hoje, ao início da tarde, no Coliseu de Lisboa, está a Associação PassMúsica, entidade constituída pela Audiogest e a GDA, permitindo desta forma que estejam representadas as editoras discográficas multinacionais, nacionais e independentes, bem como os artistas, intérpretes e executantes da música portuguesa.

A Vodafone é o patrocinador principal do evento, que conta ainda com a Sagres como patrocinador oficial e com a RTP como rádio e televisão oficial. Já o Ministério da Cultura e a Câmara Municipal de Lisboa aparecem como parceiros institucionais.

Paulo Carvalho, coordenador dos Play – Prémios da Música Portuguesa, referiu que a Vodafone recebeu estes prémios de «forma fantástica, desde o primeiro minuto. Amou a ideia e envolveu-se desde logo».

Leonor Dias, directora de Marca da Vodafone, lembrou, à margem do evento à Marketeer, que a Vodafone está presente na música há 18 anos, seja através dos eventos que patrocina, na rádio a que dá nome ou dos seus anúncios. «Queremos estar junto e ser mentores deste movimento que abraça este momento fantástico que a música portuguesa está a atravessar. Esta é a marca natural para estar junto daquilo que vai ser – acredito eu – os Grammys da música portuguesa.» A responsável vai mais longe dizendo que aquilo que é feito em Portugal é feito com muita qualidade e que já estava na hora dos artistas e do talento serem promovidos e enaltecidos.

Também a Sagres considera que a sua associação é bastante natural a estes prémios. «Sagres é uma marca que tem portugalidade no seu ADN. A marca nasceu na Exposição do Mundo Português que foi feita para mostrar ao resto do mundo o melhor que o País tinha para oferecer. Aqui acaba por ser a mesma coisa. Vamos mostrar ao mundo e ao próprio País o melhor que a música portuguesa tem para oferecer», explicou Luísa Motta, responsável de Marketing da cerveja Sagres.

Poderão ser nomeados para estes prémios os artistas com nacionalidade portuguesa e grupos cuja composição seja maioritariamente de nacionalidade portuguesa que tenham editado um álbum, um EP ou um single entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2018.

O evento decorrerá no dia 9 de Abril, no Coliseu dos Recreios, e será restrito a convidados que poderão assistir ao vivo a oito actuações musicais. Com produção da SP Entertainmenent, sob direcção de Piethein Bakker e realização de Paula Macedo, o Play será transmitido em directo na RTP1 e na Antena1, bem como em plataformas digitais.

Durante o evento foram ainda reveladas as anfitriãs que irão conduzir a cerimónia: Filomena Cautela, Inês Lopes Gonçalves e Vanessa Augusto.

As categorias a ser premiadas são: Melhor Grupo (votado pelo júri), Melhor Artista Solo (votado pelo júri), Vodafone Melhor Canção (votado pelo público no dia do evento), Melhor Álbum (votado pelo júri), Melhor Videoclipe (votado pelo júri), Melhor Álbum Fado (votado pelo júri), Melhor Artista Internacional (votado pelo júri), Melhor Canção Internacional (votado pelo júri), Melhor Artista Lusófono (votado pelo júri), Artista Revelação (votado pelo júri), Prémio da Crítica (não tem nomeados, votado por um painel de 10 críticos) e Prémio Carreira (não tem nomeados, votado pelas direções da Audiogest, GDA e PassMúsica).

Entre os dias 23 de Março e 8 de Abril, haverá mini programas na televisão e online com a divulgação dos nomeados por categoria. Haverá também outros conteúdos relacionados com os parceiros e com os Play – Prémios da Música Portuguesa.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão