Vodafone Paredes de Coura «é uma verdadeira referência a nível internacional»

A 23ª edição do Vodafone Paredes de Coura começa amanhã, quarta-feira, 19 de Agosto, e decorre até 22 de Agosto, com TV On The Radio, Tame Impala, The War On Drugs e Lykke Li como cabeças de cartaz. Apesar dos bilhetes para o dia 20 de Agosto já estarem esgotados, ainda é possível adquirir bilhetes diários para os dias 19, 21 e 22 de Agosto.

Esta é a terceira edição que conta com a Vodafone como naming sponser. Pedro Ginjeira do Nascimento, director de Estratégia e Comunicação Externa Vodafone, explicou à Marketeer como tem evoluído a relação entre a marca e o festival e levantou um pouco o véu do que podem os festivaleiros esperar da marca de telecomunicações durante os dias de festival.

Ginjeira

Em 2013 a Vodafone decidiu passar a apoiar o festival que se realiza em Paredes de Coura. Qual o balanço que faz destes três anos de associação?

O balanço desta associação não podia ser melhor. A estratégia da Vodafone passa pela associação aos melhores e maiores eventos nacionais, que permitam um maior alinhamento com os valores da marca, e Paredes de Coura foi, sem dúvida, uma aposta ganha. A Vodafone Portugal acredita que tem o que é necessário para ajudar a fazer crescer um festival que hoje é uma verdadeira referência a nível internacional. O nosso compromisso enquanto marca é melhorar a experiência de quem vai ao festival, e isso é visível desde as infraestruturas presentes no recinto até às acções que a marca pensa para o evento.

Esta ligação, na nossa opinião, tem sido muito positiva para todas as partes envolvidas: para a marca, para o promotor, para a vila e para o público. E o retorno que temos conseguido, e que não se mede apenas em retorno financeiro mas em notoriedade para a marca, tem comprovado o sucesso desta associação.

Paredes de Coura está longe de ser um centro urbano como outros festivais em que a Vodafone aposta. Quais os motivos que pesaram na decisão de estar presente neste festival fora dos grandes centros?

Sim, Paredes de Coura está longe de ser um centro urbano mas é isso mesmo que torna o festival tão especial. Estamos a falar de um festival que acontece numa vila minhota, que até alguns anos atrás as pessoas desconheciam, mas que na verdade podia acontecer em qualquer parte do mundo. Isto porque o Vodafone Paredes de Coura é, acima de tudo, um festival de tendências, cada vez mais aclamado pela crítica internacional e pelos próprios artistas.

Para além do cartaz e da escolha musical criteriosa, que melhora a cada ano, existe tudo o resto. As pessoas, verdadeiros amantes da música, a vila acolhedora, a imensidão do verde, a água gelada do rio, o ambiente, a energia e a beleza, cada vez mais rara nos dias que correm.

Como evoluiu a presença da marca no recinto nestes três anos?

O objectivo principal da Vodafone é proporcionar a melhor experiência – criar impacto de modo cuidado, respeitando o espaço e criando um ambiente onde as pessoas se sintam bem. Acreditamos que é com as experiências que proporcionamos ao público que fazemos a diferença, sejam elas passatempos, acções de charme, ofertas ou simplesmente como pensamos e projectamos as estruturas do festival. Queremos que o nosso público volte, não só pelo espirito e o local em si, mas principalmente pelas memórias criadas.

A marca tem vindo, ano após ano, a ter uma presença cada vez mais forte no festival, mas sempre com a preocupação de não desvirtuar o seu conceito original. Começámos, em 2012,  com a Vodafone Fm como uma das rádios oficiais e com o patrocínio ao palco secundário – o palco Vodafone Fm. Em 2013 tornámo-nos patrocinador oficial do festival e a partir daí fomos evoluindo de forma muito consistente, quer com a nossa presença no recinto como com as acções que desenvolvemos.

Criámos as Vodafone Music Sessions, pequenos concertos que acontecem em locais secretos da vila e que já valeram à Vodafone o prémio de “Melhor Activação de Marca” nos Portugal Festival Awards. São realizadas com os artistas que fazem parte do cartaz e acontecem em lugares insólitos/inusitados, tais como o átrio de uma igreja, junto a um espigueiro ou numa velha serração. O público é convidado aleatoriamente, apenas em cima do acontecimento.

rio couraLevamos a cabo actividades no rio, que já demonstraram ser um sucesso nas edições anteriores, com a disponibilização de sofás insufláveis, espreguiçadeiras e baloiços; facilitamos a deslocação entre o recinto e a vila com shuttles gratuitos; colocamos à disposição dos campistas um espaço de carregamento de telemóveis/tablets com cerca de 200 pontos de electricidade; e já no recinto temos duas torres com carregadores, para que as pessoas possam carregar as baterias dos seus equipamentos. A aplicação móvel Vodafone Paredes de Coura veio facilitar a vida ao público, na medida em que garante uma entrada rápida, simples e cómoda, para quem compra o seu passe ou bilhete através da app. Basta mostrar o SMS na bilheteira, à entrada do recinto, e trocar por uma pulseira de acesso.

Já este ano, a Vodafone procurou, uma vez mais, inovar, criando as Vodafone Vozes da Escrita.  De 20 a 22 de Agosto, entre as 13h00 e as 14h30, o Palco Jazz na Relva vai receber, pela primeira vez, autores reconhecidos do grande público como Carlos Vaz Marques, Matilde Campilho, Pedro Mexia e Rui Cardoso Martins. Ao longo de três dias, os visitantes do festival terão oportunidade de assistir a sessões de leitura (que podem incluir poesia, excertos de livros, crónicas e histórias) e a conversas informais entre os intervenientes. Prevêem-se momentos únicos, que só podem acontecer num festival tão especial como o Vodafone Paredes de Coura.

O que ganhou a marca por se associar a este evento de música?

A música tem vindo a ser uma aposta forte e bem-sucedida da Vodafone por ser um vector potenciador dos valores da sua marca. Esta associação à música, para além da notoriedade que traz à marca, e que se comprova e cresce ano após ano, contribui para aprofundar a relação com o público, principalmente os mais jovens, segmento no qual a Vodafone é claramente líder.

Ser naming sponsor permite, antes de mais, uma maior apropriação do evento, o que se traduz em maior retorno, a nível editorial, de sponsorship e de notoriedade. Se as marcas conseguirem/souberem tirar partido deste activo, podem (e na nossa opinião, devem) acrescentar valor aos eventos e participar activamente na construção dos mesmos.

Os resultados, que não se medem em retorno financeiro, mas em notoriedade e proximidade com o público, não podiam ser melhores.

Paredes de CouraDe que forma tem sido explorada esta associação pela Vodafone FM?

É notória a grande afinidade entre a linha musical da Vodafone FM e a filosofia do Vodafone Paredes de Coura, um evento que responde de forma eficaz ao posicionamento da Vodafone na área da música. A Vodafone FM será a rádio oficial do Vodafone Paredes de Coura pelo 4º ano consecutivo e vai acompanhar todos os momentos do festival. A emissão daquela que foi a primeira rádio associada a uma marca será feita a partir do estúdio instalado no recinto. Por ele passarão alguns nomes do cartaz, para entrevistas e/ou showcases.

Durante todo o ano, a Vodafone FM passa temas de artistas que já passaram nos palcos de Paredes de Coura, tendo deixado lá a sua história. Para além disso acompanha as grandes tendências da música, antecipando muitas vezes os grandes sucessos da actualidade – ouve hoje o que vais gostar amanhã.

Quais as marcas do universo Vodafone presentes no recinto e de que forma será cada uma delas comunicada no espaço do evento?

A Vodafone faz uma forte aposta em acções de activação marcantes e diferenciadoras que potenciem o espírito irreverente e dinâmico que sempre caracterizaram a marca, e que sirvam para melhorar a experiência de quem vai a estes eventos.

Presente no recinto a Vodafone Portugal leva consigo a sub marca direcionada para o target jovem – a Yorn – que vai, este ano, mergulhar nas águas do rio gelado da praia fluvial do Taboão.  Inspirada no imaginário da série Baywatch, a Yorn vai ocupar uma parte da praia fluvial com uma concessão original que vai funcionar das 12h às 17h, durante os quatro dias de festival. A acção é composta por vários “baywatchers” e um DJ que vão animar os banhistas.

A Yorn tem centenas de prémios para oferecer diariamente aos melhores saltos. Esta acção promove a dinâmica do rio e de certo modo dá mais cor e vida às tardes passadas em Paredes de Coura.

Ao longo do ano, de que forma a Vodafone explora a ligação a Paredes de Coura?

A Vodafone Portugal tem como principal objectivo comunicar o Vodafone Paredes de Coura ao longo de todo o ano e não só nas semanas que antecedem o festival. Este ano, lançámos uma campanha de TV no início do mês de Dezembro, para anunciar a venda antecipada dos bilhetes.

Seguiu-se a comunicação faseada do cartaz, que foi complementada com comunicação de exterior (mupis), comunicação digital (web / site/ redes sociais) e passatempos.

Durante todo o ano, a Vodafone FM, rádio oficial do festival desde 2012, acompanha a divulgação do cartaz e promove os trabalhos discográficos dos artistas confirmados para o festival.

O apoio ao festival de Paredes de Coura é para continuar depois destes três primeiros anos? Já está garantido?

Ainda nada está garantido, mas a vontade é, sem dúvida, contribuir para o crescimento e afirmação do festival. Após três anos de sucesso, sentimos que já fazemos parte da história do Vodafone Paredes de Coura e isso não podia ser mais positivo.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva