Viber adquirido por japonesa Rakuten

viber-screen_2A companhia japonesa Rakuten chegou a acordo para adquirir a aplicação de conversações Viber por 900 milhões de dólares (cerca de 657 milhões de euros).

Criado por uma startup cipriota em 2010, o Viber é uma app que permite, de forma gratuita, o envio de mensagens e a realização de chamadas entre dois dispositivos móveis, concorrendo com aplicações como o Whatsapp, WeChat e Line. A plataforma conta neste momento com mais de 300 milhões de utilizadores registados em todo o mundo. Agora, o serviço vai integrar o portefólio da Rakuten, que detém o portal online de retalho Play.com e o serviço de livros e leitores electrónicos Kobo.

Para a Rakuten, a operação representa uma nova oportunidade para expandir os seus conteúdos digitais aos mercados emergentes. «Esta aquisição representa uma estratégia completamente nova que irá elevar a Rakuten a um novo patamar», afirma Hiroshi Mikitani, CEO da empresa, citado pela BBC. «Desenvolver internamente um sistema de mensagens como este [o Viber] teria sido impossível», reconhece.

Para Talmon Marco, CEO e fundador do Viber, «esta combinação representa uma oportunidade maravilhosa para o Viber multiplicar a base de utilizadores quer nos mercados já existentes quer em novos mercados». «A nossa visão passa por tornarmo-nos a maior plataforma mundial de comunicação, e a fusão com a Rakuten é um passo importante nesse sentido», conclui.

 

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio