Vendas da Primark crescem 24%

PrimarkA marca low cost de roupa Primark, que tem presença no mercado português, fechou o primeiro semestre fiscal (que terminou a 2 de Março de 2013) com receitas de 1.997 milhões de libras (cerca de 2.345 milhões de euros), o que representa um aumento de 24% em relação ao mesmo período do ano passado.

Numa base “like-for-like” (tendo apenas em consideração as lojas comparáveis) o crescimento foi de 7%, embora beneficie “particularmente da comparação com o fraco período de vendas registadas durante o Outono excepcionalmente quente de 2011”, informa o Grupo Associated British Foods, que detém a Primark, em nota de imprensa.

No período em análise, o lucro operacional da empresa irlandesa subiu 54% em relação aos meses homólogos do ano passado, para 238 milhões de libras (279,3 milhões de euros). O grupo Associated British Foods atribui a performance “ao descréscimo dos preços do algodão, à desvalorização do dólar norte-americano e à redução do preço de venda, como resultado de melhores negociações”.

A Primark beneficiou ainda de “um aumento substancial do espaço de venda”. No primeiro semestre fiscal de 2012/2013, a empresa inaugurou 15 novas lojas (seis das quais em Espanha), fechando o período com um total de 257 lojas. A empresa não prevê a abertura de novas lojas para os restantes meses deste ano fiscal, embora pretenda alargar a área de algumas lojas já existentes.

“O processo de expansão da Primark na Europa continental está a revelar-se um sucesso e as perspectivas de crescimento são excitantes. Estamos a procurar activamente novas localizações em todos os países em que actuamos e no próximo ano fiscal vamos abrir as primeiras lojas no mercado francês”, reforça o Grupo Associated British Foods.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Trabalhar apenas 5 horas por dia. Há empresas a testar o modelo com sucesso
Automonitor
Componentes: Nunca Portugal exportou tanto como este ano