Venda de tablets deve duplicar em 2012

tablet1Este ano, as vendas de tablets a nível global devem atingir 118,9 milhões de unidades, que compara com os 60 milhões de dispositivos vendidos em 2011, estima a Gartner. A consultora de mercado prevê ainda que a Apple mantenha a posição de líder mundial.

A empresa liderada por Tim Cook deve, até ao final do ano, vender 72,9 milhões de unidades, o que corresponde a uma quota de mercado de 61,4%, de acordo com os dados divulgados ontem pela Gartner, citados pela agência Bloomberg. Os tablets que incorporam o sistema operativo móvel Android, da Google, que são comercializados por marcas como Amazon, Samsung ou Sony, devem alcançar uma quota de 31,9%, ou 37,8 milhões de unidades.

Por último, os dispositivos baseados no sistema operativo Windows 8, da Microsoft, não devem, segundo a consultora, ir além de uma quota de 4,1%, o que corresponde a 4,8 milhões de unidades comercializadas. O facto de o sistema ainda não ter sido lançado, ajuda a explicar esta previsão. A Nokia, que se prepara para lançar ainda este ano um tablet de marca própria, será uma das marcas que vai utilizar o próximo sistema operativo da Microsoft, alargando uma parceria que começou no segmento dos smartphones. «Muitos vendedores vão aguardar até que o sistema esteja totalmente pronto antes de entrar no mercado. Eles esperam que a marca possa ajudá-los a ter sucesso nos sectores de negócios e computação pessoal», explica Carolina Milanesi, analista da Gartner, citada pela Exame brasileira.

A Gartner estima que as vendas de tablets totalizem 369 milhões de unidades em 2016.

 

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual