Valor das maiores marcas-nação do Mundo aumenta 7%

O valor de marca de algumas das maiores nações do Mundo está no caminho da recuperação, em linha com a actividade económica. A análise é da Brand Finance, segundo a qual o valor dos países presentes no top 100 “Brand Finance Nation Brands” registou um aumento anual de 7%. Ainda assim, mantém-se abaixo dos níveis registados pré-pandemia.

Este ano, o valor de marca das 100 nações abrangidas pelo relatório atingiu os 90,8 milhões de milhões de dólares, ou seja, 7% inferior ao registado em 2019.

«Ao contrário de crises económicas anteriores, a recuperação é desigual e depende da combinação de estratégias iniciais de respostas à Covid-19 e a implementação de um plano de vacinação bem-sucedido», explica David Haigh, chairman e CEO da Brand Finance, justificando os níveis ainda abaixo de 2019.

De acordo com o mesmo responsável, começamos agora a «virar a esquina», com as marcas-nação mais valiosas do mundo a apresentar sinais de recuperação. «Mas os resultados são variados e podem ser precisos anos para algumas recuperarem o valor de marca perdido, criando uma disparidade ainda maior entre as mascas-nação mais e menos valiosas», conclui.

Apesar destas mudanças, o top 10 das marcas-nação mais valiosas mantém-se inalterado em relação a 2020: Estados Unidos da América lideram (24,8 mil milhões de dólares), seguidos pela China (19,9 mil milhões), Japão (4,4 mil milhões), Alemanha (4,3 mil milhões), Reino Unido (3,7 mil milhões), França (2,9 mil milhões), Índia (2,2 mil milhões), Canadá (2,1 mil milhões), Itália (1,9 mil milhões) e Coreia do Sul (1,7 mil milhões).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...