Uber apresenta rebranding para acompanhar evolução

O bit e o átomo são a base da nova identidade da Uber e é a partir destas unidades que a nova imagem se desenvolve. Travis Kalanick, co-fundador da Uber, explica no blog oficial da empresa que, apesar de ser uma aplicação, a Uber existe no mundo físico e é isso que a torna tão especial: «Quando clicas num botão no telefone, um automóvel move-se pela cidade e aparece onde estás. Existimos no lugar em que os bits e os átomos se juntam. Isso é a Uber. Não somos apenas tecnologia mas tecnologia que move cidades e os seus cidadãos.»

As mudanças são essencialmente quatro. A primeira é visível no logo da empresa que está mais moderno e que deixou para trás as curvas típicas dos anos 90, como refere o responsável. O novo logótipo pretende ser visto à distância e quando é aplicado em locais mais pequenos, bem como reflectir a maturidade que a Uber atingiu.

Segue-se o bit, propriamente dito. Travis Kalanick conta que introduziram o bit na estrutura de design da empresa e que tal colocará a tecnologia no plano da frente. A utilização do bit proporciona também «consistência, destaca informação e torna a marca mais facilmente reconhecível».

O átomo, por sua vez, materializa-se numa mudança cromática da marca Uber. Se até aqui, o preto e o branco eram reis, agora, a empresa aposta em cores para representar os diferentes países por onde se move. O co-fundador da Uber explica que a ideia é enfatizar o lado humano da marca – os átomos – e que, para isso, a equipa passou meses a explorar a arquitectura, arte e populações das geografias em que marca presença. Por agora, a Uber desenvolveu identidades apenas para a China, Irlanda, México e Índia, mas o objectivo é continuar.

Por fim, um novo ícone. Quem actualizar a aplicação da Uber deverá reparar que os ícones estão diferentes, tanto para quem é utilizador do serviço como para quem é condutor. Dependendo do ícone, cada um terá um bit no centro e uma cor e padrão de acordo com o país em que a aplicação está a ser usada. Dado que a Uber, cada vez mais, transporta não apenas pessoas mas também alimentos e algumas mercadorias, a intenção será poder alargar o leque de ícones.

Celebrating Cities | Uber from Uber on Vimeo.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Primeiro Porsche 911: Uma obra-prima alemã