TV em sinal aberto e motores de busca são os meios mais indispensáveis em Portugal

O estudo “Meaningul Media 2021” mostra que os canais de televisão abertos (63%) e os motores de busca (51%) são os meios mais indispensáveis junto dos portugueses. Elaborada pelo Havas Media Group, a análise tem como objectivo identificar os meios e as plataformas mais relevantes, este ano, para os consumidores e a conclusão é de que pouco muda face a 2020. Segundo o estudo, o padrão de consumo de meios mantém-se em relação ao ano anterior.

Na sua segunda vaga, realizada no passado mês de Junho, o estudo indica ainda que a rádio constitui o terceiro canal de comunicação mais indispensável (38%), ultrapassando mesmo as redes sociais (27%). Plataformas como Facebook ou Instagram apresentam uma quebra relativamente à vaga anterior.

Mas como é analisada a indispensabilidade? Segundo o Havas Media Group, esta percepção do que é ou não indispensável está “intimamente ligada à capacidade de actualização” e, nesse sentido, “encontrar o equilíbrio certo entre informação e entretenimento é essencial”.

Para se manterem actualizados, 66% dos consumidores recorre, sobretudo à televisão (canais abertos) e 52% aos motores de busca. Os jornais são os eleitos por 39% dos inquiridos, ficando à frente das redes sociais.

Além disso, em termos de credibilidade, os canais de TV abertos, os jornais e a rádio mantêm-se como os meios com a melhor percepção a este nível. A maioria dos canais digitais não é reconhecida pela sua credibilidade, sendo mais importante para descobrir coisas novas e para entretenimento, por exemplo. Neste cenário, as redes sociais (47%) lideram em termos de entretenimento, seguidas pelos canais de TV abertos (40%).

O estudo demonstra também que estamos perante um dilema digital: “Apesar da crescente cobertura, é nos canais digitais que os consumidores encaram a publicidade como mais intrusiva”: o YouTube (50%) está acima da média em incómodo, seguindo-se as redes sociais e os motores de busca, ambos referidos por 27% dos consumidores.

Embora 71% dos inquiridos considere que a publicidade é crucial para a sobrevivência dos meios de comunicação, nem todos gostam de ser confrontados com este tipo de conteúdos: 36% mostra disponibilidade para pagar para evitar publicidade, especialmente entre os mais novos.

Os canais generalistas de TV são os que conseguem a melhor avaliação na atenção dada à publicidade. Destacam-se, ainda, os formatos de publicidade exterior.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...