«Transformação digital é 80% transformação e 20% digital»

Mais de 50% da população mundial está conectada, fazendo com que a procura e exigência aumentem, nomeadamente no que diz respeito a rapidez, conveniência e facilidade. Esta é uma das conclusões traçadas a partir da edição deste ano do Mobile World Congress.

A Loop convidou executivos das principais empresas portuguesas para um encontro com o intuito de debater os principais impactos da revolução mobile/digital, com base nas apresentações do evento espanhol. Aleix Valls, CEO da Mobile World Capital Barcelona, e António Flores, CEO da Loop Unique Companies, foram dois dos nomes presentes.

Desta sessão exclusiva saíram ainda outras conclusões: as empresas têm de actuar numa lógica C2B (consumer to business) para responder ao aumento do número de pessoas conectadas. «A transformação digital que vivemos hoje deve ser encarada pelas empresas como 80% de transformação e 20% de digital», refere Aleix Valls. O responsável acrescenta que a chave não é simplesmente adquirir tecnologia, mas sim «pensar, actuar e existir com base numa raiz digital».

António Flores, por seu turno, sublinha como «na fase inicial do processo de digitalização, as empresas carecem de uma filosofia própria, que lhes proporcionará uma proposta de valor distinta e competitiva».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado