Torke CC e Ordem dos Psicólogos vão medir potencial criativo

Está a ser desenvolvida uma ferramenta que permitirá avaliar e medir o potencial criativo em Portugal. Da responsabilidade da Torke CC e da Ordem dos Psicólogos Portugueses, o instrumento terá como destino indivíduos e organizações.

«Não há pessoas não criativas. E a criatividade não só é transversal a todas as pessoas e organizações, como também é uma dimensão cada vez mais determinante para o seu crescimento sustentável», afirma Pedro Alegria, founder & Innovation director da Torke CC. Segundo o responsável, a criatividade pode e deve ser trabalhada, tal como qualquer outra competência.

A ferramenta que resulta da colaboração da agência com a Ordem dos Psicólogos Portugueses visa isso mesmo. «Existem muitas pessoas com um enorme potencial criativo que só precisam das ferramentas certas para o conseguir alcançar», acrescenta André Rabanea, founder & chairman da Torke CC. Segundo a agência, ainda não existe em Portugal um sistema que permita quantificar e avaliar a criatividade e o protocolo celebrado entre as duas partes ambiciona colmatar essa lacuna.

Francisco Miranda Rodrigues, bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses, considera que a criatividade desempenha um papel importante enquanto fonte de produtividade e crescimento económico-social. Nesse sentido, existe cada vez mais interesse em construir locais de trabalho que suportem e promovam a criatividade dos colaboradores.

«Os benefícios da criatividade incluem não só um aumento da produtividade e das vantagens competitivas das organizações, como também o aumento do bem-estar psicológico dos colaboradores contribuindo para a diminuição dos riscos psicossociais e para a promoção de locais de trabalho saudáveis», adianta o bastonário.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo