Tim Cook demite dois administradores da Apple

O presidente executivo da Apple, Tim Cook, demitiu o líder da unidade de Software Mobile da empresa, Scott Forstall, e o director de Retalho, John Browett. Esta é uma das maiores mexidas de sempre na administração de topo da empresa mais valiosa do mundo por capitalização bolsista.

De acordo com o The Wall Street Journal, Scott Forstall abandona a Apple depois de se ter recusado a assinar o pedido de desculpas que a empresa publicou na sequência das queixas de vários consumidores sobre os erros do novo serviço de mapas da marca, que foi lançado com a nova actualização do sistema operativo iOS 6. O pedido de desculpas acabaria por ser assinado por Tim Cook, mas o incidente provocou mal-estar entre Forstall e vários administradores da empresa, uma situação que era recorrente, segundo a mesma fonte.

Forstall estava na empresa há cerca de 15 anos e, para além do novo serviço de mapas, foi o principal responsável pela criação de outras tecnologias que receberam críticas, como a ferramenta de reconhecimento de voz Siri. O responsável, que era um dos administradores mais próximos do co-fundador Steve Jobs, irá abandonar a empresa no próximo ano, mantendo-se até lá como conselheiro de Tim Cook. Segundo um comunicado da Apple, citado pelo The Wall Street Journal, os executivos Jony Ive, Eddy Cue, Bob Mansfield e Craig Federighi irão acumular as funções de Forstall.

Ao que tudo indica, as saídas de Scott Forstall e John Browett não estão relacionadas. No caso de Browett, que assumira há apenas seis meses o cargo de director de Retalho da empresa, a Apple não explica as razões da saída, limitando-se apenas a afirmar que “está em curso a busca por um novo líder de Retalho e entretanto a equipa vai reportar diretamente a Tim Cook.”

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal