The Body Shop quer ser a empresa mais sustentável do mundo

A missão é clara: até 2020, a The Body Shop quer ser a empresa mais ética e sustentável do mundo, reduzir em 70% a utilização de plástico nas embalagens e o impacto ambiental das suas lojas. A nova estratégia internacional é anunciada no ano em que a marca faz 40 anos e vai ser implementada em todas as áreas do negócio, desde as matérias-primas utilizadas aos colaboradores, fornecedores e campanhas.

O programa, apresentado com o compromisso Enrich Not Exploit, deverá “reforçar a posição da The Body Shop na condução ética dos negócios e definir os próximos passos do desenvolvimento de negócio”, como explica a marca em comunicado. O compromisso, disponível na íntegra no site da The Body Shop, assenta em três pilares: enriquecer as comunidades, enriquecer os produtos e enriquecer o planeta.

Jeremy Schwartz, presidente e CEO de The Body Shop, garante que as suas «campanhas inovadoras provaram estar sempre à frente do seu tempo e provocaram mudanças nas legislações em matérias como os testes em animais, a violência doméstica e o tráfico de humanos».

O compromisso também será implementado nas 27 lojas que a marca tem em Portugal. Anne Delmas, directora-geral da The Body Shop Iberia afirma, em comunicado: “Estou emocionada e também orgulhosa de poder representar a The Body Shop e o compromisso tanto em Espanha como em Portugal. Esta nova etapa volta a colocar-nos em destaque como uma empresa corajosa e líder. Capta o espírito do nosso passado e adopta uma voz firme e clara para o presente e futuro.»

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado