Têxteis usados entregues na H&M aumentam 15%

No ano passado, a H&M recolheu mais de 20 mil toneladas de têxteis nas suas lojas, o que representa um aumento de 15% em relação a 2017. Segundo a marca sueca de moda, a evolução positiva desta iniciativa aproxima cada vez mais a H&M do seu objectivo para 2020: 25 mil toneladas anuais de têxteis usados recolhidos.

“Estamos muito satisfeitos por ver que o interesse pela sustentabilidade está a aumentar e que muitas pessoas se unem a nós no nosso caminho por um futuro da moda sustentável”, indica a H&M em comunicado.

Desde que o programa de recolha de vestuário, lençóis e toalhas, entre outros, arrancou em 2013, a H&M já juntou 75 mil toneladas de têxteis com a ajuda dos clientes. Deste total, cerca de 668.485 quilos dizem respeito a lojas portuguesas.

De acordo com a H&M, o programa permite evitar que os têxteis usados acabam em aterros e, em simultâneo, disponibilizar materiais ecológicos à indústria da moda. Isto porque a marca está a apostar cada vez mais na economia circular e a investigar formas de reutilizar e reciclar estes têxteis.

Para incentivar os portugueses a participar na iniciativa, a H&M irá oferecer dois cupões de desconto, no valor de cinco euros cada, por cada saco de têxteis entregue nas lojas até ao dia 24 deste mês. Os cupões poderão ser utilizados em compras superiores a 30 euros.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)