Também perde a cabeça quando a Internet falha?

A Ericsson e a Vodafone Alemanha juntaram-se para perceber de que modo o desempenho da banda larga móvel pode influenciar as emoções dos utilizadores. A neurociência foi o meio utilizado pelas duas empresas para descobrir, por exemplo, que basta um atraso de apenas dois segundos no carregamento de uma selfie no Facebook para causar stress.

Foi monitorizada a actividade cerebral de 150 clientes da Vodafone, que se voluntariaram para fazer parte da iniciativa. “A Vodafone é a primeira empresa do mercado e do mundo a utilizar novas formas de estudo das emoções do consumidor em colaboração com a Ericsson”, refere a operadora, em comunicado.

Segundo os resultados apurados, a tensão e stress causados junto dos utilizadores têm um impacto negativo na lealdade dos consumidores e, ainda, na imagem e reputação da marca. Bradley Mead, director of Managed Services and Network Design and Optimization na Business Unit Network da Ericsson, acredita que «é essencial que os operadores compreendam a forma como os seus subscritores avaliam realmente o serviço que disponibilizam e o seu impacto no quotidiano».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pela primeira vez, há uma portuguesa a presidir a Multilaw
Automonitor
Via Verde Estacionar chega à Maia