Também anda a pregar a alimentação saudável?

Há cada vez uma maior preocupação com os hábitos alimentares e com a origem dos produtos que ingerimos. E há também cada vez mais pessoas dispostas a “evangelizarem” outros consumidores acerca desta tema. Os Food eVangelists representam hoje 24% da população global, tendo crescido 10% nos últimos dois anos, conclui o estudo “Food 2020” da Ketchum.

De acordo com a empresa global de comunicação e relações públicas, representada em Portugal pela Ipsis, os Food eVangelists são um “poderoso grupo global que quer impactar a forma como os alimentos são produzidos, embalados e vendidos, e que está comprometido em partilhar as suas opiniões com os outros”. Ora, segundo a Ketchum, estas pessoas estão a deixar de constituir apenas um nicho e a tornar-se grandes influenciadores de hábitos de consumo em todo o mundo: “Se anteriormente os consumidores tinham o foco numa ‘alimentação equilibrada’, actualmente estão mais alerta para outros factores: onde e como os alimentos são produzidos, como os animais são alimentados e tratados, os valores da empresa e da marca”, defende.

O estudo “Food 2020” mostra um aumento da preferência e confiança dos consumidores por alimentos criados e produzidos localmente (56%), em detrimento dos vendidos em supermercados de massas. “Para um Food eVangelist, os melhores alimentos para compra são os biológicos, com ingredientes simples, poucos ou mesmo nenhuns conservantes e sem hormonas, e produzidos preferencialmente por agricultores com quem podem interagir”, conclui.

Ainda segundo a Ketchum, a acção dos Food eVangelists tem produzido efeito sobre a indústria alimentar, uma vez que, nos últimos anos, tem existido uma renovação substancial da cadeia de valor, com diversas marcas a proceder a mudanças na formulação do produto, na lista de ingredientes ou de fornecedores.

Além disso, existem actualmente 170 países com actividades de agricultura biológica, contra 164 países em 2013. Em Portugal, a agricultura biológica representa já 6% do total da área agrícola utilizada no País, segundo um relatório da Federação Internacional da Agricultura Biológica.

O estudo “Food 2020” foi realizado pela Ketchum em 11 mercados da América, Ásia e Europa.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pela primeira vez, há uma portuguesa a presidir a Multilaw
Automonitor
Via Verde Estacionar chega à Maia