Sony supera previsões de vendas da Playstation 4

 

A Sony anunciou que vendeu 5,3 milhões de consolas Playstation 4 (PS4) em todo o mundo até ao dia 8 de Fevereiro, o que supera as suas próprias previsões, que apontavam para 5 milhões de unidades até ao final do ano fiscal da companhia, em Março.

Os números revelam ainda que a Sony está à frente da concorrência no segmento das consolas de última geração. De acordo com os últimos dados disponíveis, a norte-americana Microsoft vendeu 3,9 milhões de Xbox One até ao passado dia 23 de Janeiro, enquanto a Wii U – a primeira consola de última geração a ser lançada no mercado -, da Nintendo, atingiu 5,86 milhões de unidades ao longo de um ano de vendas – o que signfica que a PS4 está a crescer a um ritmo quatro vezes superior.

Apesar da performance ter ficado acima do esperado, é de notar que a PS4 ainda não começou a ser comercializada no mercado doméstico, o japonês, o que acontece no próximo fim-de-semana e irá dar um novo impulso às vendas da consola.

Só nos Estados Unidos da América, um território tradicionalmente dominado pela Microsoft, foi vendido um milhão de PS4 nas primeiras 24 horas após o lançamento, a 15 de Novembro de 2013. «Estamos deliciados pelo facto de a PS4 ter sido a consola mais vendida nos EUA em Janeiro [de 2014]. O momento da PS4 continua a crescer, e estamos extremamente gratos pela contínua demonstração de paixão e apoio por parte de todos os fãs», afirmou Andrew House, CEO do Grupo Sony, citado pelo Mashable.

A divisão de consolas é um dos principais focos da Sony neste momento, depois de a companhia nipónica ter alienado este mês a unidade de computadores pessoais da marca Vaio e anunciado um plano de reestruturação que vai resultar na extinção de 5000 postos de trabalho em todo o mundo. A empresa previu ainda um prejuízo líquido de 110 mil milhões de iénes (cerca de 781 milhões de euros, ao câmbio actual) para o corrente ano fiscal.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Em que áreas está o trabalho temporário a crescer?
Automonitor
Maior autonomia: Renault lança Master e Kangoo a hidrogénio