Smartphones transformados em medalhas olímpicas?

Que as medalhas de ouro dos Jogos Olímpicos têm uma percentagem ínfima de ouro já não é novidade, mas a organização da próxima edição quer que as mesmas tenham uma origem mais ecológica. Segundo o Nikkei Asian Review, citado pelo The Verge, as medalhas dos Jogos Olímpicos de Tóquio poderão ser feitas a partir de metais de smartphones e outros dispositivos electrónicos.

O mesmo jornal asiático revela que, apesar de o Japão não ser um país rico em recursos naturais, tem uma “mina” de desperdício electrónico que poderá ter valor: o ouro e prata encontrados nos dispositivos electrónicos deitados fora representam 16% e 22%, respectivamente, do valor global. O chamado e-waste deverá ser suficiente para produzir as medalhas de bronze, prata e ouro da edição de 2020 dos Jogos Olímpicos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)