Smartphone no trabalho: mais ou menos produtividade?

Trabalhar com o smartphone sempre por perto pode ser um problema para a produtividade das empresas. Um estudo realizado pela pelas Universidade de Würzburg e pela Universidade de Nottingham-Trent, a pedido da Kaspersky Lab, revela que a eficiência dos colaboradores está relacionada com a presença do smartphone e que os resultados são negativos.

Segundo o estudo, os profissionais são 26% mais produtivos sem os smartphones. Isto porque apesar de este aparelho permitir o contacto permanente com colegas de trabalho e a resolução de problemas urgentes quando distantes do escritório, pode ter o resultado inverso à secretária da empresa.

A sugestão deixada pela Kaspersky Lab para este problema passa pela criação de pausas livres de smartphones. «Em vez de terem acesso permanente aos seus smartphones, a produtividade dos colaboradores de uma empresa pode ser trabalhada se se criar um período de tempo onde estes não são utilizados – ‘smartphone free’», explica Alfonso Ramírez, director geral da Kaspersky Lab Iberia, em comunicado.

A preocupação da Kaspersky Kab com este tema prende-se com as potenciais falhas de segurança relacionadas com o uso constante do smartphone. Segundo o mesmo responsável, «as empresas devem estar também conscientes de que, no actual cenário empresarial hiperconectado, os baixos níveis de concentração podem tornar-se um problema de segurança».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
7 formas para se voltar a apaixonar pelo seu trabalho
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo