Saab retoma produção após dois anos

BN-2A fabricante sueca Saab Automobile retomou ontem a produção do modelo 9-3 Aero, um dos ícones da marca, na sua fábrica em Trollhättan, na Suécia. A empresa declarou falência em Dezembro de 2011, mas nessa altura a produção já estava suspensa.

O consórcio chinês e sueco National Electric Vehicle Sweden (NEVS), que detém a Saab Automobile, pretende inaugurar um novo ciclo na vida da marca, e o primeiro passo passará por retomar as vendas do três volumes 9-3 Aero na Suécia e na China já no próximo ano. O automóvel será comercializado por 279 mil coroas suecas (cerca de 31 mil euros).

«Iniciar um processo de produção que esteve parado por dois anos e meio é uma missão verdadeiramente complexa», refere em comunicado Mattias Bergman, presidente da NEVS. Tão complexa que o consórcio prevê a produção de apenas dois veículos por dia, em média, na fábrica de Trollhättan, que devolveu o emprego a 600 pessoas das 3500 que foram dispensadas.

Além disso, o 9-3 será vendido online, através do site da NEVS, pelo menos numa fase inicial, uma vez que a Saab já não possui uma rede de concessionários, estando neste momento em negociações na Suécia. Entretanto, e segundo Mattias Bergman, quem quiser fazer o test drive do automóvel antes de tratar da encomenda online terá que se deslocar à fábrica de Trollhättan, localizada a cerca de 35 minutos de Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia.

A NEVS, que adquiriu a Saab em Junho de 2012, prevê ainda lançar uma versão eléctrica do 9-3 Aero já no próximo ano.

A NEVS é a mais recente companhia a tentar ressuscitar a Saab Automobile. Comprada integralmente pela norte-americana General Motors em 2000, a marca acabaria por ser vendida em Fevereiro de 2010 à fabricante dinamarquesa de supercarros Spyker, que não conseguiu evitar que a Saab entrasse em processo de falência no final do ano seguinte.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?