Renault-Nissan e Russian Technologies em joint-venture

rnissanA Renault-Nissan e a sociedade pública Russian Technologies vão formar uma joint-venture para acelerar os lançamentos de novos produtos e a transferência de tecnologia para a AvtoVaz, o principal fabricante automóvel russo.

A Renault-Nissan irá investir cerca de 750 milhões de dólares para obter, a meio de 2014, 67,13% do capital desta joint-venture que irá assim deter 74,5% da AvtoVaz.

A Renault, que possui, desde 2008, 25% do capital da AvtoVAZ, irá investir cerca de 300 milhões de dólares na joint-venture. A contribuição da Nissan, que não é, actualmente, accionista da AvtoVAZ, será de cerca de 450 milhões de dólares. Estes valores serão liquidados por etapas, pela Renault e pela Nissan, até 2014.

A Russian Technologies irá reduzir os seus empréstimos à AvtoVaz num valor de cerca de 7 mil milhões de rublos (238 milhões de dólares) através do encaixe da venda antecipada de activos não estratégicos detidos pela AvtoVaz. Os restantes empréstimos sem juros em curso, num valor de 46 mil milhões de rublos (1,56 mil milhões de dólares), serão prorrogados a longo prazo o que irá permitir à AvtoVaz deter uma balanço sólido sem problemas de liquidez.

«O acordo hoje concluído representa uma etapa adicional num processo de colaboração cada vez mais vasto e que contribui para a modernização do líder da indústria automóvel Russa», declarou Carlos Ghosn, PDG e CEO da Aliança Renault-Nissan, sublinhando: «A Renault e a Nissan continuarão a transferir tecnologia para o construtor russo que estará também cada vez mais representado na direcção multicultural da Aliança».

A Aliança Renault-Nissan irá realizar, nos próximos meses, uma auditoria financeira, jurídica e ambiental. As partes envolvidas deverão assinar os acordos definitivos, e concluir a transacção, até ao final de 2012 sob reserva da obtenção das normais autorização regulamentares.

Com a joint-venture, a Renault-Nissan passa a deter a maioria do capital que permitirá o controle da AvtoVaz. Esta transacção deverá estar finalizada no horizonte de 2014.

De recordar que a assinatura deste protocolo ocorre um mês depois da inauguração, por parte do Primeiro-Ministro Russo Vladimir Putin, de uma nova linha de produção na fábrica da AvtoVAZ em Togliatti. Esta nova linha representou um investimento de 525 milhões de dólares e tem uma capacidade de produção de 350 000 automóveis por ano. Com esta nova linha a fábrica de Togliatti dispõe de uma capacidade de produção anual que pode atingir um milhão de automóveis.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pedro Mota Soares assume liderança da Apritel
Automonitor
Novo Skoda Octavia chega dia 11 de novembro