Receita por quarto disponível quebra recorde em Lisboa

No primeiro semestre deste ano, o RevPar (receita por quarto disponível em unidades hoteleiras) atingiu um novo recorde em Lisboa, chegando aos 62,8 milhões de euros. Segundo a CBRE, o resultado deve-se principalmente ao aumento do preço médio dos quartos em hotéis.

O relatório “Perspectiva Imobiliária” revela ainda que o RevPar de unidades hoteleiras de três, quatro e cinco estrelas, em Lisboa, registou um aumento de 4,6% face ao primeiro semestre do ano passado.

Os primeiros seis meses do ano foram também, a nível nacional, de crescimento no que respeita às dormidas em alojamentos turísticos. Em Portugal, este indicador subiu 11,2% relativamente ao período homólogo anterior. Os Açores foram a região onde se registou um aumento mais significativo: mais 29,3% em relação a 2015. O Algarve, porém, mantém-se enquanto líder no número de dormidas com 7,4 milhões durante o período em análise.

O Reino Unido é o principal país emissor de turistas para Portugal, com uma quota de 24,2%, apesar do peso de França e Estados Unidos da América ter aumentado no primeiro semestre. Em Lisboa, aliás, foram os franceses os que mais visitaram a cidade.

Segundo o mesmo estudo, foram inauguradas seis novas unidades hoteleiras na capital portuguesa (num total de 285 quartos adicionais), sendo que até ao final do ano deverão abrir mais oito. Tendo em conta todo o País, o número de camas disponibilizadas aumentou 29% no primeiro semestre.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?