Raf Simons assume Direcção Criativa da Dior

raf-redimensionadaA “novela” que se tem desenrolado à volta da Dior tem um novo protagonista. Depois das polémicas afirmações anti-semitas do anterior director criativo da marca, John Galliano, que levaram ao seu afastamento da maison de moda francesa, foi anunciado o seu sucessor: o designer belga Raf Simons.

O estilista deverá apresentar a sua primeira colecção para a Dior em Julho, na semana de moda de Alta Costura. Raf Simons, de 44 anos, assinava anteriormente as colecções da Jil Sander, onde permaneceu até Fevereiro deste ano.

“É com grande satisfação que a casa Dior dá as boas vindas a Raf Simons, um dos grandes talentos dos dias de hoje”, afirmou em comunicado o grupo Moët Henessy Louis Vuitton (LVMH), que detém a Dior. “Raf Simons vai inspirar e impulsionar no século XXI o estilo que Dior lançou na abertura da sua casa e que mudou, desde a sua primeira colecção, os padrões da elegância mundial”, continua o grupo na mesma missiva, citada pelo Público.

A escolha do designer belga surpreendeu a imprensa especializada, já que o profissional assume um estilo minimalista e de vanguarda, oposto ao de Galliano, que se pautava pela exuberância e ostentação.

O designer norte-ameriano Marc Jacobs, da Louis Vuitton, e Alber Elbaz, da Lanvin, chegaram a ser apontados como possíveis sucessores de Galliano na Dior. Em Março do ano passado, o italiano Riccardo Tisci chegou mesmo a ser tomado como certo na direcção criativa da marca.

Foi nessa mesma altura que John Galliano foi despedido da Dior, na sequência da divulgação de um vídeo em que dizia amar Adolf Hitler. Na semana anterior as funções do designer britânico haviam sido suspresas, depois de este ter sido detido em Paris por insultar um casal com declarações racistas. Em Setembro do ano passado, Galliano foi considerado culpado pelo tribunal de Paris e condenado a uma pena suspensa e seis mil euros em multa, faz notar o Público.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir