Rádio Nostalgia chega ao fim

A Rádio Nostalgia – que tinha como bandeira a mú­sica das décadas de 60, 70 e 80 – deixou de existir em Portugal. A confirmação foi dada à Marketeer por Luís Montez que referiu que o contrato com a NRJ tinha terminado. «Decidimos não renovar», disse. O profissional que é proprietário de outras rádios (Meo Music, Amália, Radar, Nova Era, Oxigénio e Marginal) explicou que «a Rádio Nostalgia chocava de frente com a M80», do Grupo Media Capital, que por estar integrada no grupo que está consegue usufruir de uma vasta equipa, nomeadamente de marketing, acrescentou.

O futuro das duas frequências até aqui ocupadas pela Rádio Nostalgia (90.4 e 91.0 em Lisboa e Porto, respectivamente) – e que continuam a emitir, mas sem marca associada – está a ser traçado pela equipa de Luís Montez que assegura que em Novembro existirá um novo formato e um novo nome. Quanto à equipa a garantia é de que se mantem esperando aquele que é também fundador da promotora Música no Coração que seja possível «até reforçar os elementos».

Recorde-se que a Rádio Nostalgia foi relançada por Luís Montez em Setembro de 2011 e que, segundo números divulgados na altura, representou um investimento de três milhões de euros incluindo a compra de duas frequências, a montagem dos estúdios, a campanha em imprensa, internet e autocarros.

Texto de Maria João Lima

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual