Quem se queixa mais da publicidade? Homens ou mulheres?

A Advertising Standards Authority (ASA), entidade responsável por regular a publicidade no Reino Unido, revela que os homens apresentam mais queixas relativamente a campanhas publicitárias do que as mulheres: 56% versus 42%, em 2015, sendo que a percentagem restante diz respeito a inquiridos que não especificaram o género.

A ASA revela ainda que existem diferenças significativas entre as razões que levam um homem a apresentar queixa e uma mulher a seguir o mesmo procedimento. Os homens queixam-se de campanhas que acreditam ser enganadoras, ao passo que as mulheres dão conta à autoridade de anúncios que consideram prejudiciais ou ofensivos.

No ano passado, a ASA recebeu mais de 29.500 queixas de consumidores de todo o Reino Unido e resolveu um número recorde de 5.425 casos. Como consequência, 4.584 anúncios foram alterados ou removidos, mais 31% do que em 2014.

Um dos casos mais recentes diz respeito a uma campanha promovida pelo Nottingham City Council, que incentiva a população a não dar dinheiro a pedintes. A campanha acabou por ser banida.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)