Quem quer dar a volta a isto?

fotografia_2Arranca amanhã a mais recente campanha institucional da Caixa Geral de Depósitos (CGD) com assinatura da McCann. Com o mote «há um Banco que está a ajudar o país a dar a volta. A Caixa. Com Certeza», a campanha pretende posicionar a Caixa como o banco das pessoas e como o motor da economia nacional.

Na campanha que terá um filme com tamanhos diferentes, a Caixa revela que, até ao momento, já investiu mais de 60 mil milhões de euros na economia e que apoiou quase meio milhão de famílias na compra de casa própria.

Francisco Viana, director de Comunicação e Marca da Caixa, explica que com esta campanha a CGD reafirma «o espírito de missão, motivando os portugueses a enfrentar o contexto actual com determinação, optimismo e a certeza de ter na Caixa um aliado que responde aos seus desafios pessoais e profissionais e que os pode ajudar a melhorar os seus actuais padrões de vida». Ou seja, «um aliado que, realmente, pode ajudar a dar a volta à situação», resume o director de Comunicação e Marketing do banco que conta com mais de quatro milhões de clientes.

E é precisamente esta ideia de dar a volta às situações que é demonstrada nos filmes, em que começa por se ver uma sala, um balneário e um escritório de pernas para o ar. Depois vê-se as personagens – uma família, jogadores de rugby e funcionários de escritório – a dar a volta aos cenários.

A campanha vai estar presente em imprensa, rádio, televisão (um filme com versões de 30 e 45 segundos), cinema (filme com 1,40`), digital, outdoor, corporate TV e ponto de venda, até Julho.

Esta campanha apresenta ainda um novo conceito gráfico, uma nova música e uma assinatura que, segundo a CGD, reafirmam o papel da Caixa na sociedade e na economia com o objectivo de transmitir uma mensagem de resiliência e determinação.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão