Quanto vale Portugal no Euro 2016?

A economia nacional poderá ganhar, pelo menos, 485 milhões de euros, caso a selecção portuguesa seja apurada para o Euro 2016. O cenário algo pessimista relativamente à prestação de Portugal, implica que a selecção não passe da fase de grupos, segundo o estudo realizado pelo IPAM – The Marketing School.

Se for este o futuro da selecção portuguesa, o IPAM prevê que sejam gerados 199 milhões de euros, internamente, durante os três jogos que Portugal disputará em França. A este montante devem ser somados 117 milhões de euros, correspondentes à fase de estágio, e ainda 169 milhões de euros que advêm do acompanhamento da prova desde os oitavos de final.

Restam ainda dois cenários. Se Portugal não participar no Europeu do próximo ano, não conseguindo o apuramento (falta jogar com a Dinamarca e a Sérvia), a economia portuguesa beneficiará apenas de 211 milhões de euros. Por outro lado, se a selecção nacional for campeã, o IPAM prevê um impacto económico de 650 milhões de euros no mercado português.

O mesmo estudo avança ainda que o Euro 2016 promete ser mais lucrativo para Portugal do que o Mundial 2014 e do que o Euro 2012, isto se a selecção tiver prestações semelhantes às registadas nestas competições – no Euro 2012, chegou às meias-finais, e, no Mundial 2014, foi eliminado na fase de grupos. O IPAM explica o aumento do impacto com a alteração do formato da prova, que contará no próximo ano com 24 equipas e mais de 20 desafios, e com a proximidade geográfica de Portugal e França, que deverá fazer subir o número de viagens de adeptos.

Por sua vez, a UEFA espera arrecadar 500 milhões de euros em receitas, mais 200 milhões de euros do que o valor total obtido com o Euro 2012.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)