Quanto vale a reputação para as marcas?

Jerónimo Martins, EDP, Galp, Sonae, Continente e Pingo Doce são as insígnias que mais têm a ganhar com a forma como são percepcionadas pelo público: segundo a OnStrategy, são as marcas com maior valor financeiro associado à reputação em Portugal.

Juntas, representam 57% do valor financeiro reputacional das 150 principais marcas no mercado nacional, o equivalente a mais de 19 mil milhões de euros. Contudo, nenhuma delas consegue atingir níveis de reputação de excelência, ficando-se por níveis robustos, com excepção da EDP que não vai além do moderado.

«As empresas devem estar cada vez mais despertas para o impacto que o cálculo do valor financeiro da reputação e do risco reputacional têm na gestão diária da empresa. Não nos devemos limitar a avaliar a reputação apenas em situações de crise, quando a reputação pode estar em risco», sublinha Pedro Tavares, partner CEO da OnStrategy.

Luxo, brinquedos, automóveis, alimentação e bebidas, serviços de consultoria e serviços jurídicos são as indústrias com melhores níveis de reputação em 2019. No sentido inverso, surgem a construção, transportadoras aéreas, utilities e sector financeiro.

O estudo tem por base a recolha e análise de informação financeira pública, nomeadamente o volume de negócios anual. A estes números são aplicados critérios estabelecidos após a auscultação de mais de 40 mil cidadãos em Portugal.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?