Qual é o impacto das caixas por subscrição?

Há serviços de subscrição com caixas recheadas de brinquedos, comida, roupa, artigos para o cão e produtos de higiene, entre outras opções. As caixas surpresa tornaram-se uma tendência mas será que têm algum impacto real no comportamento dos consumidores? Um estudo da GPShopper diz que não.

Segundo a plataforma, o factor novidade é importante no início da subscrição mas acaba por se ir perdendo e alguns consumidores começam mesmo a questionar o valor destas caixas que chegam a cada três meses (ou outro período pré-determinado de tempo).

Após auscultar os consumidores norte-americanos, a GPShopper concluiu que apenas 9% dos subscritores deste tipo de serviços alterou de alguma forma os seus hábitos. A maioria continuou a comprar tal e qual como sempre tinha comprado. Além disso, os consumidores também não parecem aproveitar estas caixas para descobrir uma nova marca preferida: os produtos chegam, são usados e nunca mais se volta a olhar para aquela insígnia em particular.

Por outro lado, o factor mais atractivo neste tipo de serviços é a possibilidade de experimentar produtos sem pagar o preço total. Regra geral, as caixas chegam repletas de artigos com dimensões mais reduzidas, por exemplo, e por um preço mais barato do que se pagaria por cada um deles individualmente numa loja.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estas 85 empresas procuram mais de 2500 novos talentos
Automonitor
Já conhece o “novo ingrediente” de Gordon Ramsey?