Provavelmente… “a brochura mais sustentável de sempre”

Uma brochura com a mensagem invisível e 100% sustentável. É com este suporte que António Mexia, presidente executivo do Grupo EDP, apresenta hoje a actividade do grupo no Fórum SEforALL – que vai juntar chefes de governo, líderes de grandes empresas e a própria sociedade civil para debater o acesso universal à energia sustentável.

A brochura, que conta exclusivamente com um exemplar, é feita a partir de materiais 100% sustentáveis e cujo conteúdo só é revelado quando fotografado com flash.

«Tínhamos noção de que tínhamos um grande desafio nas mãos que era, perante uma plateia de 900 pessoas, comunicar quais é que são os nossos objectivos para que a energia sustentável seja de facto uma realidade de acesso para todos e quais as nossas linhas estratégicas para cumprir o acordo de Paris», conta Ana Sofia Vinhas, directora de Marca do Grupo EDP. A questão que se colocava, lembra, era «como passar todas estas mensagens de uma forma inovadora, original e impactante para a plateia do SEforALL».

A criatividade da brochura foi trabalhada pelo Grupo EDP com a Leo Burnett, por adjudicação directa. «Não tínhamos dúvidas de que – ao contrário do que ditam as nossas regras internas não consultámos três agências no mercado – tínhamos de falar unicamente com uma agência. Pusemos as fichas todas na Leo. Em 2014, ajudaram-nos a fazer uma brochura sem electricidade e sabíamos que uma ideia a vir de algum lado seria da Leo», assume.

E assim nasceu aquela que «talvez seja a brochura mais sustentável de sempre», como a apresenta Steve Colmar, director criativo da Leo Burnett. Ao ser fotografada com telemóvel, usando flash, a mensagem revela-se no écran. «Depois, quem quer lê e apaga a fotografia, quem quer partilha-a», explica Ana Sofia Vinhas. A profissional acredita que com esta ideia superaram as próprias expectativas do grupo porque conseguiram «criar um suporte de comunicação totalmente sustentável e inovador».

Steve Colmar explica o processo criativo na base da ideia: «Partimos de alguns desafios. Cada vez que se chega a um grande evento, as pessoas são bombardeadas com papéis. Quando o dia acaba, está-se com um monte de papel na mão que é lixo. Queríamos fazer uma brochura que fosse sustentável. E esta é: o papel é sustentável, vem de florestas sustentáveis, a tinta também. São duas as tintas usadas: o preto e a tinta reflexiva (com micro partículas de vidro). Todos os materiais têm certificados. Mas não bastava que os materiais usados fossem sustentáveis. Era importante que as pessoas respeitassem o material e que não fossem deitadas ao lixo 1000 brochuras no fim do evento. Foi aí que pensámos em fazer de facto apenas uma brochura. E este é o único exemplar que existirá no evento. As pessoas poderão fotografar e reencaminhar. Queríamos ainda que a brochura mostrasse como o acesso à energia é importante, daí a necessidade de ter de usar o flash para revelar a mensagem.»

Apesar de o documento ter sido feito especificamente para este evento não quer dizer que o conceito não possa ser aplicado em outros documentos oficiais ou de statement do próprio Grupo EDP. Aliás, este mesmo documento que tem as metas da EDP até 2020 poderá ser usado em outros eventos pois até essa data estará actual.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)