Prepare os lenços: a Médis chegou para emocionar

A Médis reforçou a protecção oncológica do seu seguro e escolheu partilhar a novidade com o público através de uma campanha com um tom mais leve do que é habitual quando cancro é o tema. Segundo a seguradora, ter um bom seguro de saúde não torna as coisas mais fáceis, mas pode ajudar a que fiquem menos difíceis.

A criatividade da campanha é assinada pela VMLY&R, que encontrou aqui uma oportunidade de aligeirar o assunto mas sem retirar a importância que lhe é devida. «A campanha tem um insight muito forte, o de que apesar da doença a vida continua», explica Judite Mota, Chief Creative Officer e managing director da agência. «Não é fácil viver com cancro mas se a Médis se ocupar de tudo o que não devia ocupar-nos a nós, fica menos difícil.»

Judite Mota explica ainda que, além de anunciar a nova cobertura, a campanha tem como missão apresentar uma nova forma de abordar o cancro, reduzindo o tabu que gira em torno do tema. Esse foi, aliás, o maior desafio para a agência: falar de um assunto que as pessoas preferem evitar.

«Não queríamos falar baixinho como parece ter-se convencionado quando se fala de cancro, quisemos ser verdadeiros, sérios mas com o optimismo que na vida equilibra até as situações mais difíceis», acrescenta.

Segundo dados estatísticos apontados pela VMLY&R, uma em cada duas pessoas terá cancro. Dados como estes fazem com que a Médis não queira tratar o cancro como uma doença à parte. A protecção deve ser transversal.

Segundo a CCO, trata-se de mais um passo na estratégia da Médis iniciada nas campanhas anteriores: «Há uma nova forma de pensar a saúde e há uma nova Médis que pensou em tudo.»

Com produção da Ministério dos Filmes, realização de Marco Martins e som da Ingreme, a campanha está presente em televisão, plataformas digitais, OOH e imprensa.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual