Portugueses preferem guardar subsídio de férias

Apenas 18% dos portugueses gasta a totalidade do subsídio em férias, ao passo que 23% utiliza uma parte significativa e 20% apenas uma pequena parte. Os dados são do estudo Observador Cetelem Férias e referem que, no total, 61% dos portugueses usam o subsídio de férias para gastos relacionados com este momento de lazer e descanso.

Do total de pessoas que não utiliza o valor completo do subsídio de férias com as próprias férias, 41% reserva o dinheiro para poupanças. José Pedro Pinto, Chief Marketing & Sales Officer do Cetelem, considera que é «natural que grande parte dos portugueses prefira guardar parte do seu subsídio para fazer face a outras necessidades».

Além dos que preferem guardar o subsídio de férias, há ainda quem utilize o montante para pagar impostos e amortizar créditos (32%) e para adquirir os produtos necessários para o regresso às aulas (19%). Há também quem recorre ao subsídio de férias para comprar vestuário (10%).

O Observador Cetelem Férias indica ainda que existe um “número significativo de portugueses” que não recebe subsídio de férias (19%).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio