Portugueses pagam mais por marcas de confiança

Em Portugal, 80% dos consumidores admitem estar dispostos a pagar mais por um produto cuja marca lhes inspire confiança. Por outro lado, se sentirem desconfiança relativamente a determinada insígnia, 73% garante já ter deixado de comprar um artigo que lhe esteja associado.

Os dados são do “Observador Cetelem Consumo 2017”, segundo o qual os portugueses valorizam cada vez mais as marcas e os seus valores. Os portugueses encontram-se a par dos búlgaros na demonstração de maior disponibilidade para adquirir um bem por um valor mais elevado devido à confiança que depositam na marca. A média geral do estudo, que envolveu 15 países europeus, é de 67%

No extremo oposto a Portugal está o Reino Unido, cujos consumidores “parecem menos sensíveis aos apelos do branding”, de acordo com a mesma análise.

Relativamente a compras imprevistas, 51% dos inquiridos nacionais admite já ter comprado um produto sem prever, apenas porque este lhe inspirava confiança.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado