Portugueses deverão gastar 388 euros este Natal

Em média, os portugueses tencionam gastar 388 euros durante o período de Natal deste ano, valor que contrasta com os 382 euros registados no ano passado. A subida ligeira é apontada no mais recente estudo de Natal do Observador Cetelem, segundo o qual os gastos com presentes deverão ser mais significativos: os inquiridos apresentam um orçamento médio de 234 euros para presentes.

A segunda maior fatia dos gastos totais de Natal diz respeito a mercearia, ainda que apresente uma descida face ao ano passado – passa de 47% em 2018 para 36% este ano. Ao todo, os portugueses esperam gastar 141 euros em artigos como bacalhau, bebidas ou chocolates.

As decorações de Natal correspondem à categoria a que os portugueses menos dão atenção. Apenas 3% pretende comprar enfeites associados à época, verificando-se um orçamento médio de 12 euros.

Os portugueses entre os 35 e os 54 anos são os que tencionam gastar mais este Natal, ao passo que aqueles entre os 18 e os 24 anos e entre os 55 e os 65 anos são os que planeiam gastar menos.

O Observador Cetelem revela ainda que os gastos específicos com presentes para crianças deverão ascender a uma média de 115 euros, menos 10 euros do que no Natal passado. A passagem de ano, por outro lado, apresenta valores semelhantes: 175 euros este ano versus 181 euros em 2018.

Quanto deste valor sai do subsídio de Natal?

O mesmo estudo indica que, à semelhança do que aconteceu no ano passado, um quarto dos inquiridos pelo Observador Cetelem refere gastar 50% ou mais do subsídio de Natal. Há, contudo, 32% que indica não gastar um único cêntimo deste dinheiro extra que entra com a chegada da quadra festiva.

A maior diferença em relação a 2018 está na percentagem que diz gastar o subsídio de Natal na totalidade: este ano, apenas 5% diz fazê-lo face a 11% de 2018.

A análise tem por base as respostas de 600 portugueses, de ambos os sexos, entre os 18 e os 74 anos e residentes em Portugal Continental.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta empresa está no top 3 das empresas mais atractivas para jovens
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020