Portugueses consumiram menos marcas próprias em 2014

Portugal foi considerado o quinto país, entre 20 analisados na Europa, que mais consumiu produtos de marca própria, ou seja, artigos detidos pelas grandes cadeias de distribuição. A quinta posição em 2014 revela uma descida relativamente a 2013, quando Portugal estava em quarto lugar.

De acordo com um estudo da Associação dos Fabricantes de Marca Própria (PLMA), elaborado com base em dados da Nielsen e revelado pelo jornal Público, a descida de Portugal no ranking deveu-se à subida da Alemanha que ocupa, agora, o quarto lugar.

Apesar do consumo de marcas próprias ter diminuído, os portugueses continuam a optar por estes produtos para preencher as suas prateleiras. O estudo revela que 43,6% (menos 1,2% do que em 2013) dos artigos de grande consumo vendidos nos híper e supermercados são de marca própria, sendo que existem apenas seis países com quotas superiores 40%. A Suíça é vencedora com uma quota de 52,7%.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo