Por que é que as resoluções de Ano Novo falham?

Por Isabel Pedroso Silva, nutricionista, formadora e criadora da Escola Ouve O Teu Corpo e do O Podcast Da Isabel

As resoluções de Ano Novo falham por muitas razões, e tanto o medo como a ambição desempenham papéis importantes na autodestruição dos nossos objectivos.

Na maioria das vezes, as pessoas estabelecem metas demasiado altas, e o tiro sai pela culatra porque, passado o entusiasmo inicial, o medo toma conta. E é exactamente assim que começa a auto-sabotagem: sem darmos por ela, passou um mês e não pusemos os pés no ginásio ou deixámos de nos preocupar com rotinas de refeições.

O medo é uma emoção tão poderosa que pode anular as nossas prioridades. Podemos ter medo do fracasso, do sucesso ou apenas medo da mudança, e é suficiente para que a maioria dos meus clientes chegue à primeira consulta a dizer “eu sei tudo, eu como saudável, mas não consigo manter… Falta alguma coisa”. Há uma interrupção que impede que a meta se torne um hábito.

Qualquer profissional na área da saúde concorda que as mudanças bruscas podem parecer empolgantes no início, mas quando temos que mudar boa parte da nossa rotina diária para atingir um objectivo, ficamos com medo de continuar e voltamos aos maus (e velhos) hábitos.

O que podes começar por fazer é:

– tornar as resoluções tangíveis e alcançáveis. Em vez de dizeres que vais “perder 20 quilos em 2023”, diz antes que vais “caminhar todos os dias por duas semanas” ou “implementar mais lanches equilibrados e nutritivos por duas semanas”.

– entender como podes ser bem-sucedido. As pessoas tratam as resoluções, metas e hábitos de forma diferente – enquanto algumas podem precisar de escrever tudo, outras precisam de estímulos visuais. Qual é o teu apoio?

– estabelecer metas a curto prazo. A teoria diz-nos que precisamos de cerca de 21 dias para formar um novo hábito, pelo que uma meta para esse período pode ser solução! Utiliza pequenas recompensas para te manteres focado, como uma manhã no spa, uma noite num hotel, um piquenique na montanha… ou outra coisa qualquer!

– utilizar as tecnologias a teu favor. Usa o calendário do telemóvel, activa as notificações e as mensagens positivas ao longo do dia, coloca lembretes com os teus objectivos e a pessoa em que te queres tornar.

Um truque que uso com alguns dos meus clientes do Acompanhamento Individual é propor-lhes mudanças quase imperceptíveis. Em vez de começarem a treinar três vezes por semana, porque não começar com cinco agachamentos por dia, para que o exercício físico faça parte das suas rotinas? É difícil resistir a não fazer mais, porque… É muito fácil!

Se no dia 2 de Janeiro todos tentarmos aplicar pequenas mudanças, teremos mais sucesso ao longo de todo o ano, garantidamente.

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.