Por que estão ténis New Balance a arder?

Uma declaração proferida pelo responsável de Relações Públicas da New Balance está a levar antigos fãs da marca a queimar ténis, deitá-los no lixo ou na sanita. Segundo uma citação publicada no Twitter pela jornalista Sara Germano, do The Wall Street Journal, Matt LeBretton afirmou que a administração Obama não ouviu o País e que com o presidente eleito Donald Trump sente que as coisas vão avançar na direcção certa.

A resposta a esta afirmação está a fazer-se sentir sob forma de protesto, publicado amplamente nas redes sociais. Os vídeos de pessoas a destruir pares de ténis New Balance multiplicam-se como forma de mostrar que não estão contentes com a vitória de Donald Trump, nos EUA, e que não apoiarão uma marca que sente o oposto.

A New Balance já tentou explicar o sucedido, sublinhando que Matt LeBretton se referia à Parceria Trans-Pacífico (TPP) defendida por Barack Obama, segundo o The Wall Street Jounal. Dado que Donald Trump é contra tratados internacionais deste tipo, as empresas estariam mais protegidas.

Em comunicado, a New Balance afirma ainda que, antes das eleições, apoiou publicamente as posições de Hillary Clinton, Bernie Sanders e Donald Trump “no que diz respeito às políticas de comércio no enfoque da produção de calçado dos Estados Unidos da América, que tem como objectivo a criação de mais emprego”, realçando que continuarão a apoiar este tipo de visão.

No mesmo documento, a marca lembra que é “a única grande empresa que ainda fabrica sapatilhas nos EUA” e que acredita em comunidades, naqueles que fabricam os seus produtos e naqueles que os calçam.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)