Peugeot Citröen deverá receber injecção de capital chinês

iMhB9QiELWo4_2Pela segunda vez em dois anos, a fabricante automóvel francesa PSA Peugeot Citröen está a vender acções para receber um aumento de capital. Desta feita, a companhia está à procura de uma injecção de três mil milhões de euros, sendo que a fabricante chinesa Dongfeng Motor e o Estado francês perfilam-se como os principais candidatos.

A decisão, aprovada pelo Conselho de Administração da PSA Peugeot Citröen – que ainda no decorrer deste ano passará a ser comandada pelo português Carlos Tavares -, visa fazer face às actuais dificuldades daquele que é o segundo maior grupo automóvel europeu.

De acordo com a agência Bloomberg, que cita uma fonte ligada às negociações, o processo de recapitalização da PSA Peugeot Citröen decorrerá em duas fases. Num primeiro momento, quer a Dongfeng – que é parceira da PSA numa joint venture chinesa – quer o Governo francês deverão investir no mínimo 750 milhões de euros em troca de uma posição de 14% no capital da empresa, igualando a posição da família Peugeot que, desta forma, perde o estatuto de maior accionista, algo que nunca aconteceu desde a fundação da companhia, em 1896. Posteriormente, o grupo irá fazer um aumento de capital de 1,4 mil milhões de euros, com a família Peugeot a adquirir 100 mil euros destas ações para manter os seus 14% na PSA.

«Se investirmos na Peugeot, isso vai trazer-nos benefícios ao nível da tecnologia e de outros recursos que nos vão ajudar a desenvolver os nossos próprios automóveis», afirmou Zhu Fushou, director-geral da Dongfeng Motor, citado pela Bloomberg. «O principal problema da Peugeot é que está muito dependente da Europa, o que poderia ser resolvido com uma mudança de foco para os mercados emergentes», acrescentou. De resto, a companhia francesa já fez saber que pretende, até 2015, obter mais de metade das suas vendas fora da Europa – no ano passado, esta percentagem ficou-se pelos 42%.

O montante total pretendido (três mil milhões de euros) equivale, segundo a Bloomberg, a 83% do actual valor de mercado da PSA Peugeot Citröen. Recentemente, a companhia revelou que as suas vendas globais de automóveis caíram 4,9% em 2013.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)