Personalização lidera exigências dos consumidores digitais

Os consumidores estão cada vez mais exigentes, querem produtos e serviços personalizados e exigem algo em troca da cedência das suas informações pessoais. Estas são as principais conclusões do Microsoft Digital Trends 2015, a partir das respostas de mais de 13 mil consumidores em 13 países.

De acordo com o estudo, os utilizadores dos meios digitais estão perfeitamente conscientes de que as informações que fornecem nos sites que visitam têm um valor alto e, por isso, 61% estão dispostos a ceder esses dados desde que com isso tenham alguma vantagem.

Ainda assim, o modo como fornecem esses dados e a forma como gerem a sua presença online está a revelar-se cada vez mais inteligente. 57% dos inquiridos diz querer poder decidir quanto tempo a informação partilhada pode estar disponível online para que não abdiquem de todo o poder.

Rui Freire, director da área de advertising da Microsoft Portugal, explica que existe aqui uma oportunidade para os marketeers, já que os consumidores mostram-se receptivos às marcas. Cabe, agora, às marcas de tecnologia aproveitar essa receptividade.

“Deve existir uma recompensa, dando aos consumidores um incentivo para que possam disponibilizar os seus dados e para que possam envolver-se com os serviços, mostrando-lhes o valor de fazê-lo”, conclui o executivo.

O incentivo referido diz respeito a serviços personalizados como é o caso da sugestão de produtos ou artigos que o consumidor poderá gostar, algo que é possível graças ao conhecimento proveniente dos dados cedidos. 48% dos inquiridos espera mesmo que as marcas os conheçam e respondam às suas necessidades.

Por fim, os marketeers deverão levar também em consideração a presença nas redes sociais. De acordo com o estudo da Microsoft, 55% dos consumidores afirma estar mais disponível para interagir com uma marca quando esta usa mais do que um serviço digital especializado.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão