PepsiCo quer produtos mais saudáveis até 2025

Produzir alimentos e bebidas mais saudáveis, reduzir o impacto no meio-ambiente e capacitar pessoas de todos os pontos do planeta são os principais pilares do plano de sustentabilidade da PepsiCo para 2025. Segundo o grupo, responsável pelas marcas Pepsi, 7Up, Doritos, Cheetos e Lay’s, entre outras, o plano foi desenhado para satisfazer a evolução das necessidades dos consumidores.

A expectativa é de que, até 2025, pelo menos dois terços das bebidas da PepsiCo contenham 100 calorias ou menos de açúcares adicionados por porção de 33cl. O plano inclui ainda reduzir a presença de gorduras saturadas e sódio na generalidade dos produtos.

A nível ambiental, o grupo norte-americano espera melhorar em 15% a eficiência da cadeia directa de abastecimento de água nos campos agrícolas, e repor 100% da água que consome nas suas operações de produção. O grupo prevê ainda reduzir em 20% as emissões de gases de efeito de estufa, neste caso alargando o prazo até 2030.

No campo do apoio à população, a PepsiCo planeia investir 100 milhões de dólares (90,9 milhões de euros), através da Fundação PepsiCo, em iniciativas que beneficiem perto de 12,5 milhões de mulheres e crianças.

Indra Nooyi, presidente e CEO da PepsiCo, explica que a agenda de sustentabilidade foi construída com base nos objectivos de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas. A responsável acrescenta ainda, em comunicado, que «para triunfar no mundo volátil e em transformação de hoje em dia, as empresas devem devem fazer três coisas extremamente bem: centrar-se em proporcionar resultados financeiros robustos, fazê-lo de forma sustentável no tempo e reagir face às necessidades da sociedade».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)