Pelas cidades do surf

No País à beira-mar plantando, há muito que a oferta turística assenta no produto sol e mar. E, neste segmento, o surf é um dos principais activos nacionais, o que tem levado várias cidades a promoverem marcas e estratégias centradas na modalidade

Texto de Daniel Almeida

Todos os anos, Peniche é passagem obrigatória do circuito mundial de surf, mas, antes, é na Ribeira Grande, nos Açores, que se realiza uma etapa do circuito mundial de qualificação. De volta ao continente, a Ericeira tornou-se a primeira reserva mundial de surf da Europa em 2011, o mesmo ano em que Garrett McNamara surpreendia o mundo ao apanhar uma onda gigante de 24 metros na Nazaré, que desde então tem sabido alavancar a marca Praia do Norte.

Para ler o artigo na íntegra (que faz parte de um trabalho mais alargado) consulte a edição de Maio de 2017 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo