Panasonic deixa marca na maior cidade inteligente da Europa

A Panasonic vai participar na construção da Skolkovo Smart City, uma cidade inteligente e sustentável, a 20 km de Moscovo, na Rússia, que será «a maior» da Europa, informa a empresa em comunicado.

O know-how da Panasonic será aplicado no terreno em parceria com a Ernst & Young, a Cisco e a Academia Russa de Ciências.

A “Cidade Inovadora” de Skolkovo estará pronta entre 2014 e 2015, e contemplará habitações para cera de 31 mil pessoas, num terreno de 400 hectares. O projecto inclui ainda, além de estruturas habitacionais, a criação do Instituto Skolkovo da Ciência e Tecnologia, centros de investigação e desenvolvimento, infraestruturas e pequenos negócios.

Neste âmbito, a nipónica Panasonic terá a seu cargo a implementação de energias ecológicas e de soluções que poderão gerar uma maior eficiência, num desempenho benéfico para o funcionamento ambiental de Skolkovo. A empresa aplicará a sua tecnologia de bomba de calor, de painéis fotovoltaicos e de baterias de litio-ion para criar e armazenar energia, entre outros recursos.

Mas este não é o único projecto de cidades inteligentes em que a Panasonic está envolvida, no sentido de garantir que, no futuro, o número de pessoas que vivem com um reduzido nível de emissões de CO2 seja maior. A marca está a contribuir para a criação da cidade inteligente e autossuficiente de Fujisawa, a 50 km a oeste de Tóquio. Nessa localidade a marca prevê que os gastos de energia dimunuam até 70% nas residências e até 20% nas zonas comuns da cidade.

De resto, a empresa reiterou em comunicado a sua intenção de “criar cidades inteligentes como a de Fujisawa em outras zonas do Japão e também em outros países”. Com inauguração prevista para 2014, a cidade de Fujisawa servirá de modelo a outras iniciativas, como a Skolkovo. China e Singapura são outras das geografias onde a Panasonic tem feito intervenções com vista à criação de espaços inteligentes e sustentáveis.

EDP e a InovCity

Em Portugal a energética EDP tem assinado iniciativas semelhantes. Em 2010 foi apresentado, por exemplo, o conceito InovCity. Trata-se de uma forma de conceber a distribuição e a produção de electricidade que se estreou em Évora.

Neste âmbito a empresa tem em desenvolvimento o InovGrid, um sistema eléctrico integrado e inteligente que, em parceria com a EDP Inovação, Lógica, Inesc Porto, Efacec, Janz e Contar, visa dotar a rede eléctrica de informação e equipamentos capazes de automatizar a gestão das redes, diminuir os custos de operação, promover a eficiência energética e a sustentabilidade ambiental , entre outros. O projecto foi, entretanto, exportado para a cidade de Aparecida, no estado de São Paulo, Brasil.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta ferramenta promete vir revolucionar a Segurança e Saúde no Trabalho
Automonitor
EMEL deixa mais de 120 pessoas à espera de lugar por causa de artista